Este ano a competição de curtas-metragens conta com dezoito filmes oriundos do Brasil, Portugal, Guiné-Bissau, Angola e Espanha, divididos em três sessões, a saber:

Sessão 1/CC1

(Quarta-feira), 01 março, 18H30 | Sala 3 | Duração: 101 min.

Ana Crónica (PT, 2015, 19 min. Luís Queiroga Ferraz);

Dia dos Namorados (BR, 2015, 9 min. Roberto Burd);

Kuru (PT, 2016, 23 min. Francisco Antunez);

O autor (PT, 2016, 17min. Rui Neto);

Os filhos de Terpsícore (BR/URU, 2016, 5 min. Santiago Barreiro);

Rosinha (BR, 2016, 14 min. Gui Campos);

Viúva Alegre (BR, 2016, 13 min. Luis Antonio Pereira).


 Sessão 2/CC2

(SEXTA-FEIRA), 03 março, 20h30 | Sala 3 | duração: 95 min.

Aquário de Antígona (BR, 2016, 20 min. Alceu Bett);

Aqui e Não Lá (PT, 2016, 18 min. Diogo Pereira);

O Dia do Meu Casamento (PT, 2016, 27 min. Anabela Moreira e João Canijo);

Quatro Cartões para Marta (ES, 2015, 10 min. Hernán Talavera);

Um + Um = 0 (ANG, 2016, 20 min. Nuno Barreto) 


Sessão 3/CC3

(sábado), 04 março, 18H30 | Sala 3 | Duração: 76 min.

A Instalação do Medo (PT, 2016, 15 min. Ricardo Leite);

A Velha (BR, 2016, 7 min. Kit Menezes);

Água, Um Direito De Todos (GW, 2015, 12 min. Demba Sanhá);

O Mesmo Nada (BR, 2016, 15 min. Andréa Prado);

The Social Girl (PT, 2016, 15 min. Luis Rodrigues);

Universo Preto Paralelo (BR, 2016, 12 min. Rubens Passaro)


 

A instalação do medo 

A-instalação-do-medo_500Portugal, 2016, 15 min., thriller [CC3]

Realizador: Ricardo Leite

Com: Margarida Moreira, Nuno Janeiro e Cândido Ferreira

Sinopse: A Mulher abre a porta de casa. Aparecem dois homens: “Bom dia minha senhora, viemos para instalar o medo.”

Biografia do Realizador: Natural de Espinho, Ricardo Leite é licenciado em Cinema pela Escola Superior Artística do Porto e Mestre em Produção e Realização Audiovisual pela Escola Superior de Musica e Artes do Espetáculo. Em 2015 teve uma curta-metragem premiada na 12ª Mostra Internacional de Filmes de Escolas de Cinema.


 

A velha

avelha_500Brasil, 2016, 7 min., drama [CC3]

Realizadora: Kit Menezes

Com: Neya Pedroso, Alexandre Franklin, Morelato

Sinopse: Duas músicas marcam dois momentos na vida de uma mulher que decide buscar outra forma de viver.

Biografia da realizadora: Kit Menezes é licenciada em Rádio e TV e atualmente cursa Doutorado em Artes Visuais pela UNICAMP. Realizou diversas curtas premiadas e documentários, e foi diretora de Arte da longa-metragem Cães Famintos, de Beto Oliveira e da curta Estranho-Ímpar. É autora do livro Homeless, publicado pela editora Multifoco, em 2014.


 

Água, um direito para todos

água-um-direito-de-todos_500Guiné-Bissau, 2015, 12 min., doc. – Filme Inédito [CC3]

Realizador: Demba Sanhá

Sinopse: Documentário produzido a partir dum projeto de suporte à população da Região de Quinará e Tombali para acesso a água potável e que está a ser implementado pela UNICEF, com o apoio da União Europeia. Conta com a participação da população local, da associação de consumidores de água potável de Catio, das escolas de ensino básico unificado, dos centros de saúde das zonas de intervenção e de tabancas selecionadas.

Biografia do realizador: Nascido na Guiné-Bissau, Demba Sanhá tem trinta e sete anos e é diretor da Televisão Comunitária de Klelé, onde também atua como diretor de vídeo. Além disso, é presidente da Rede Nacional de Rádios e televisões comunitárias da Guiné-Bissau.


 

Ana Crónica

ana-cronica_500Portugal, 2015, 19 min., drama [CC1]

Realizador: Luís Queiroga Ferraz

Com: Beatriz Pereira, Mário Moutinho, Pedro Miguel Dias, Catarina Santos e Carlos Gonçalves

Sinopse: Ana não guarda memórias, Manuel não lhe guarda rancor, apenas o afeto de um casamento que durou décadas e que a sua terra, agora desertificada, não conseguiu terminar.

 Biografia do realizador: Nascido no Porto, Luís Queiroga Ferraz desde cedo se tornou um cinéfilo, tendo por isso ingressado no curso de Cinema e Audiovisual na Escola Superior Artística do Porto. Depois de ter trabalhado em várias curtas-metragens, escreve e realiza Ana Crónica como projeto final de licenciatura.


 

Aquário de Antígona 

Aquario_500Brasil, 2016, 20 min., ficção [CC2]

Realizador: Alceu Bett

 Com: Severo Cruz, Amanda Felski, Robson Benta, Borges de Garuva, Guappo Sauerbeck, entre outros

Sinopse: Severo é um homem inquieto; no final de sua vida busca sentido para continuar a sua caminhada em busca de conhecimento. Divaga entre sua visível loucura e espasmos de lucidez nesta breve caminhada de autoconhecimento.

 Biografia do realizador: Alceu Bett é jornalista, cineasta formado na Escuela Internacional de Cine y Television de San Antonio de Los Banos (Cuba) e especializado pela Universidade Moderna de Lisboa (Portugal). Foi presidente da ACINEJ – Associação de Cinema de Joinville e Região. Destaca-se por suas parcerias na direção de fotografias de notáveis criadores como Pina Bausch, Maurice Bejart, Hans Van Manen, Olga Roriz, etc. Figuram em sua filmografia: Imparcial (Havana, 1997, diretor de fotografia); Uroboro (Lisboa, 2004, produtor); As mortes de Lucana (2013, curta-metragem).


 

Aqui e não lá

Aqui-e-não-lá-frame_500Portugal, 2016, 18 min., ficção [CC2]

Realizador: Diogo Pereira

Com: Teresa Vieira e Tiago Abelho

Sinopse: Tiago regressa à aldeia onde nasceu após a morte do seu pai. Entretanto depara-se com um burro muito especial…

Biografia do realizador: Natural do Porto, Diogo Pereira frequentou o curso de Som e Imagem na Universidade Católica do Porto. É realizador, argumentista e músico.


 

Dia dos namorados

Dia dos Namorados - Celina (Sandra Dani) Foto por Lucas Tergolina 001

Dia dos Namorados – Celina (Sandra Dani) Foto por Lucas Tergolina 001

Brasil, 2015, 9 min., drama [CC1]

Realizador: Roberto Burd

Com: Sandra Dani, Luiz Paulo Vasconcellos, Duda Meneghetti

Sinopse: Na noite do Dia dos Namorados, Celina (Sandra Dani), uma mulher de 75 anos, chama em sua casa uma jovem garota de programa com as mesmas características que a definiam décadas atrás.

Prémios: Melhor Roteiro, Melhor Montagem e Melhor Atriz (Sandra Dani) no 44º Festival de Cinema de Gramado.

Biografia do Realizador: Formado em comunicação social, desde 2008 atua como primeiro assistente de direção em longas-metragens, tendo participado de filmes premiados em Gramado como Em Teu Nome… e A Oeste do Fim do Mundo de Paulo Nascimento. Realizou dez videoclipes e quatro curtas-metragens, com destaque para ‘A Vida Deve Ser Assim’, filme infanto-juvenil do projeto Histórias Curtas 2012 com passagem por diversos festivais importantes do gênero.


 

Kuru

kuru_500Portugal, 2016, 23 min., drama/suspense [CC1]

Realizador: Francisco Antunez

Com: Sara Barros Leitão, Jani Zhao, Inês Aires Pereira, José Mata, Pedro Hossi, Sofia Grillo, Filipe Vargas, Chris Murphy, Diogo Lopes, António Camelier, Luciano Gones e Rita Revez.

Sinopse: A última noite de três amigas na cidade de Lisboa. Sofia e Maria querem fazer a despedida perfeita. Joana vai-se embora e não sabem quando as três estarão juntas outra vez. Mas a noite que deveria ser para recordação futura, acaba por se transformar num pesadelo presente. Afinal, os mitos urbanos existem.

Prémios: Menção Honrosa (Farcume), Curta do Mês (Shortcutz Viseu), Nomeado para Melhor Curta 2016 e Melhor Realização (Shortcutz Viseu)

Biografia do Realizador: O venezuelano Francisco Antunez já realizou curtas-metragens, programas de televisão, documentários, videoclips, publicidade, eventos ao vivo e videoarte. Colabora com a Buenos Aires Filmes, uma produtora sediada em Lisboa e foi crítico de filmes para a edição portuguesa da revista Première. Em 2012, foi para Angola fazer parte do projeto da Semba Comunicação para criar e produzir ficção angolana. Atualmente é um dos realizadores da novela da SIC Coração D´Ouro e está a pré-produzir a sua primeira longa-metragem.


 

O autor 

o-autor_500Brasil, 2016, 17 min., comédia/drama – Filme inédito [CC1]

Realizador: Rui Neto

Com: Mauro Hermínio, Ricardo Denzel, Sofia Vasconcellos e Sá

Sinopse: Depois de uma tragédia amorosa, um guionista angustiado recebe a visita de uma das suas personagens.

Biografia do Realizador: Rui Neto nasceu em Setúbal, em 1989. Estudou Cinema, Vídeo e Comunicação Multimédia na Universidade Lusófona, tendo a escrita e a realização como objetivo. No decorrer da licenciatura, desenvolveu um gosto particular pela montagem. Realizou duas curtas-metragens Rastos de Pó (2014) e Bestas (2015).


 

O Dia do Meu Casamento

o-dia-do-meu-casamento_500Portugal, 2016, 27 min., drama [CC2]

Realizador: Anabela Moreira e João Canijo

Com: Anabela Moreira, Helena Moreira e Matilde Dantas

Sinopse: A curta acompanha uma manhã na vida de três mulheres. Uma para quem o casamento se impôs como uma norma a cumprir, outra que se prepara para deixar a casa da sua infância também para casar e uma outra que luta pela sobrevivência da sua inocência em relação a essas e tantas outras normas.

 Biografia dos realizadores: Anabela Moreira – Atriz de cinema, televisão e teatro, já atuou no cinema com João Botelho, Carlos Conceição, Nuno Noivo, João Rodrigues e João Canijo. É autora e realizadora documentário Portugal: Um Dia de Cada Vez, com João Canijo. João Canijo iniciou a sua carreira na década de 1980, como realizador e argumentista de cinema e televisão. Após o sucesso de Sapatos Pretos (1998), retorna ao cinema com Ganhar a Vida, em 2001, que foi a entrada para uma nova fase criativa do realizador. Inicia-se uma colaboração com a atriz Anabela Moreira que culminam na chamada trilogia da Tragédias Gregas: Noite Escura (2004), Mal Nascida (2007) e o grande êxito Sangue do meu Sangue (2011). Seguem-se os documentários É o Amor” (2013) e Portugal – Um Dia de Cada Vez (2015). De momento encontra-se a rodar um filme sobre a peregrinação à Fátima.


 

O mesmo nada

O-mesmo-que-nada_500Brasil, 2016, 15 min., ficção [CC3]

Realizadora: Andréa Prado

Com: Pedro Igreja, Jolie Broges, Luís Igreja, Daniela Schmitz, Hélio Brasil

Sinopse: Heitor e Jolie são crianças que têm seus futuros já pré-determinados pelos pais. Como era de se esperar, as suas vidas não atenderam às expectativas de sucesso na fase adulta e seguiram amargas e repletas de arrependimentos.

Biografia da realizadora: A brasileira Andréa Prado é escritora e realizadora de filmes autorais de ficção, dramas psicológicos, fantásticos, experimentais ou sócio/políticos. Iniciou o trabalho no cinema como editora, produtora e assistente de realização em vários curtas-metragens e na produção em comerciais de TV. Foi guionista da longa-metragem Pó, Lápis e Borracha, que encontra-se em fase de captação de recursos. Escreveu e dirigiu as curtas-metragens Uma breve conversa (2009), Mascarados (2014), Lua Nova (2015) e O Mesmo Nada (2016).


 

Os filhos de Terpsícore – Parte 1: Aldenice

os-filhos-de-terpcio_500

A curta “Os filhos de Terpsícore” é um projeto fotográfico de caráter documental que contém várias e pequenas histórias de pessoas que fazem da sua vida uma obra única e que, desde o anonimato, dedicam o seu dia-a-dia à dança. Os relatos se iniciaram em São Paulo, com Aldenice, uma bailarina lindíssima, talentosa e única. Nice, como a chamam, perdeu a visão por causa de um glaucoma congénito, uma rara doença genética que afetou também as suas duas irmãs.

Brasil/Uruguai, 2016, 5 min., doc. [CC1] 

[também na Mostra Mulheres no Cinema Ibero-Americano, Passado e Presente]

Realizador: Santiago Barreiro

Sinopse: Projeto fotográfico de caráter documental que contém várias e pequenas histórias de pessoas que fazem da sua vida uma obra única e que, desde o anonimato, dedicam o seu dia-a-dia à dança. Os relatos se iniciaram em São Paulo com Aldenice, uma bailarina lindíssima, talentosa e única. Nice, como a chamam, perdeu a visão por causa de um glaucoma congénito, uma rara doença genética que afetou também as suas duas irmãs.

Biografia do realizador: Santiago Barreiro é um fotógrafo uruguaio dedicado a investigar o mundo da dança, tanto de forma conceitual como documental. Expôs seu trabalho coletivamente e individualmente, dentro e fora da região em diversas ocasiões. O seu projeto em curso “Os filhos de Terpsícore” é a sua primeira incursão audiovisual.


 

Quatro cartões-postais para Marta

quatro-cartoes-p-marta_500Espanha, 2015, 10 min., experimental [CC2]

Realizador: Hernán Talavera

Sinopse: Cartões postais íntimos e simples, que o realizador enviou para a namorada quando ela voltou para a Letônia, no Outono de 2014. Durante esses meses de separação, o casal não sabia se iria se encontrar novamente. A ausência está presente em cada frame do filme.

Biografia do realizador: Hernán Talavera é um artista que tenta revelar o mistério no cotidiano através da observação sigilosa da realidade. Licenciado em Belas-Artes, faz os filmes do mesmo modo íntimo e solitário com que trabalha nas suas pinturas. Foi iniciado na poética do silêncio em workshops com artistas e cineastas de prestígio internacional como Abbas Kiarostami, Bill Viola, Carsten Nicolai (Alva Noto), Toni Conrad, Víctor Erice, José Luis Guerin e Antonio López.


 

Rosinha

Foto de Rayssa Coe

Foto de Rayssa Coe

Brasil, 2016, 14 min., ficção [CC1]

Realizador: Gui Campos

Com: Maria Alice Vergueiro, Andrade Júnior e João António.

Sinopse: No alvorecer da existência, uma rosa desabrocha ao receber as carícias dos últimos raios do sol. Um filme sobre amor e sexualidade na terceira idade, e a luta para sobrepujar as convenções sociais.

Prémios: Melhor obra Ibero-americana no 44º Festival Internacional de Cine de Huesca (Espanha); Melhor Filme do Júri Popular, Melhor Ficção, Melhor Direção, Melhor Roteiro, Melhor Atriz (Maria Alice Vergueiro) e Melhor Ator (João António e Andrade Júnior) no 20º FAM – Festival Audiovisual Mercosul (Florianópolis – Brasil)

Biografia do Realizador: Nascido em Brasília, Gui Campos se formou pela Universidade de Brasília e fez seu mestrado em audiovisual em Madrid, Espanha. Suas histórias costumam examinar as relações humanas. Diretor há 12 anos, seus filmes já foram premiados em diversos festivais pelo mundo.


 

The Social Girl

the-social-girl_500Portugal, 2016, 15 min., drama [CC3]

Realizador: Luis Rodrigues

Com: Pedro Barroso e Liliana Santos.

Sinopse: Carolina é uma webcam girl que aceita fazer parte da investigação de Alexandre, um jovem jornalista. A entrevista decorre num Motel, afastado da habitual confusão da cidade. Tudo parece bem, até ao momento que a reportagem ganha razões pessoais.

Biografia do realizador: Natural de Lisboa, Luis Rodrigues é produtor e realizador de Cinema. Trabalha sobretudo em projetos de ficção e cinema documental, como Marcas Soltas e 12º Noivo do Zodíaco. Tem experiência em produção de conteúdos televisivos, nas estações da RTP e da SIC. Atualmente é presidente da PLATEAU 31 – Criação e Desenvolvimento Artístico, dedicada à criação e ao desenvolvimento do Teatro e do Cinema em Portugal.


 

Um + Um = Zero

UM+UM=0_01_500Angola, 2016, 20 min., drama Social – Filme inédito [CC2]

Realizador: Nuno Barreto

Com: Eusébio Kerss de Jesus e Luisa Pelembi

Sinopse: Numa sociedade de emergente recuperação da ética esfumada pela história, a fuga à paternidade e a desresponsabilização de alguns jovens atinge contornos dramáticos pelas consequências que acarretam certas decisões. Um + Um = zero é um drama que serve de reflexão a uma espécie de crise existencial de valores de uma juventude que, ao procurar o seu rumo e as suas oportunidades, tem dúvidas em momentos chave das suas vidas em relação às corretas decisões a tomar numa sociedade em permanente mutação.

Biografia do realizador: Nuno Barreto fundou em 2014 a não-produtora Huilana Filmes Sem Futuro (FsF) com o objetivo de elaborar experiências cinematográficas com a comunidade artística do Lubango. Dentre as suas curtas, descata-se Pitstop – exibido no 7º Festin – que angariou o Country Best Award no CreActive International Open Film Festival em 2016.


 

Universo Preto Paralelo

universo-paralelo_500Brasil, 2016, 12 min., doc.[CC3]

Realizador: Rubens Passaro

 Sinopse: Um paralelo traçado entre as violações de direitos humanos do passado escravocrata brasileiro e da ditadura militar realizado através da comparação de obras do século XIX e depoimentos dados a Comissão Nacional da Verdade. Depoimentos de Maria Rita Kehl, Paulo Malhães, Darci Miyaki e Jair Messias Bolsonaro. Imagens dos artistas Benedito Calixto, Angelo Agostini, Jean-Baptiste Debret, Pedro Américo, João Teófilo, entre outros.

Biografia do Realizador: Documentarista e mestrado em Artes Visuais pela Unicamp, trabalha com audiovisual desde 2007. Realizou as curtas-metragens documentais Di Melo – O Imorrível (2011) e Crack – Repensar (2015), e foi produtor e guionista da curta Ser Campeão é Detalhe – Democracia Corinthiana (2011). É sócio da Tropeiro Produções, produtora cultural e audiovisual.


 

Viúva Alegre

viuva-alegra_500Brasil, 2016, 12 min., ficção – Filme inédito [CC1]

Realizador: Luis Antonio Pereira

Com: Juliana Boller, Gabriela Gomes e Cibelle Larrama

Sinopse: Será que ela tem um novo marido? Ou ela nunca ficou viúva? Por que Sofia está tão alegre?

Biografia do realizador: Luis Antonio iniciou a carreira como ator em diversas peças no Rio de Janeiro e Los Angeles, onde atuou em musicais da Broadway. De volta ao Brasil, realizou diversos filmes, como O Segredo com Murilo Rosa e Mãe, filme exibido e premiado em 23 países e mais de 50 festivais. Em 2014, lançou a longa-metragem Jogo de Xadrez, que angariou os prémios de Melhor filme em Los Angeles, Houston e Hollywood. Atualmente prepara uma trilogia de longa-metragens.