Nesta edição, estarão em competição 9 longas-metragens.  (filmes em ordem alfabética)

A floresta das almas perdidas

A Floresta das Almas Perdidas_500

(DOMINGO), 05 março, 17h30 | Sala Manoel de Oliveira

Portugal, 2016, 71 minutos, drama/terror

Realizador: José Pedro Lopes

Com: Daniela Love, Jorge Mota, Mafalda Banquart

Trailer

Sinopse: No local mais triste do mundo, dois estranhos conhecem-se. Mas um deles está feliz de estar ali.

Biografia do Realizador: Natural do Porto, José Pedro Lopes é especializado em Produção de Cinema e Televisão pela Escuela de Cine Septima Ars de Madrid (Espanha). Em 2011, fundou a produtora Anexo 82 onde produziu dezenas de curtas-metragens de novos realizadores. A Floresta das Almas Perdidas é a sua primeira longa-metragem.


 

Animal Político

Animal-_Politico_Marcelo-Lordello_500_png(QUINTA-FEIRA), 02 março, 20h30 | Sala 3

Brasil, 2016, 75 minutos, ficção [também em FESTin Arte]

Realizador: Tião

Com: Rodrigo Bolzan, Elisa Heidrich, Victor Laet

Sinopse: Uma vaca tenta se convencer de que é feliz. Numa noite, véspera de natal, a vaca confronta-se com uma sensação forte de vazio, algo estranho que nunca havia sentido. A crise a faz começar uma jornada por iluminação, em busca do seu verdadeiro eu.

Biografia do Realizador: Tião é um dos fundadores da Trincheira, produtora com base em Recife, Brasil. Dirigiu os filmes Eisenstein (2006), Muro (2008) e Sem Coração (2014). Os dois últimos receberam, entre outros, prémios de melhor curta-metragem na Quinzena dos Realizadores, em Cannes. Animal Político é sua primeira longa-metragem.


Big Jato

Big Jato_500(SEXTA-FEIRA), 03 março, 21h30 | Sala Manoel de Oliveira

Brasil, 2015, 93 minutos, ficção

Realizador: Cláudio Assis

Com: Matheus Nachtergaele, Marcélia Cartaxo, Rafael Nicácio, Artur Maia, Vertin Moura, Francisco de Assis Moraes, Clarice Fantini, Fabiana Pirro, Gabrielle Lopes, Pally Siqueira. Participação especial de Jards Macalé.

Trailer

Sinopse: O rito de passagem da juventude que tem a poesia como guia e a prosa como guarda. Momento de decisão entre a dureza agreste de um pai econômico e a suavidade anárquica de um tio excessivo: limpar a merda do mundo ou provocar a liberdade? Através das pesadas lentes de seus óculos e de seus imaturos 15 anos, Xico premedita o acaso de seu futuro em uma cidade que flutua no tempo.

Biografia do realizador: O cineasta pernambucano Cláudio Assis produziu e dirigiu dezenas de curtas e longas-metragens. Os seus filmes são resultado de profunda reflexão sobre a linguagem cinematográfica e seus meios de produção. Entre seus trabalhos de direção, destacam- se os documentários Chico Science – Retratos Brasileiros (2008) e Vou de Volta (2007), além da trilogia de ficção iniciada com o premiado Amarelo Manga (2002), seguido de Baixio das Bestas (2006) e Febre do Rato (2011), este último premiado como a Melhor Longa-metragem da 3ª edição FESTin, em 2012.


BR 716

BR-716_500(DOMINGO), 05 março, 19h | Sala Manoel de Oliveira

Brasil, 2016, 84 minutos

Realizador: Domingos de Oliveira

Com: Caio Blat, Sophie Charlotte, Maria Ribeiro, Livia de Bueno, Alamo Faco

Sinopse: Neste um filme os personagens principais estão quase todo o tempo totalmente bêbedos. É uma fábula da intensa boémia copacabanense que termina no golpe de 64. Era o auge do samba-canção de Antonia Maria e Dolores Duran em reação talvez ao cinema americano, onde depois do primeiro beijo aparecia “The End” na tela e todos eram felizes para sempre. Uma apaixonada e desvairada boémia como nunca houve outra.

Biografia do Realizador: Em quase cinquenta anos de exercício da profissão, já escreveu vinte e cinco peças, dirigiu cinquenta e seis, publicou três livros, lançou seis traduções, realizou dezasseis longas-metragens e participou de quase cinquenta telefilmes, como guionista ou realizador. Talvez seja o único artista brasileiro com obra numerosa relevante nas três áreas: Teatro, Cinema e Televisão.


Comeback

Comeback_500(SÁBADO), 04 março, 21h30 | Sala Manoel de Oliveira

Brasil, 2016, 89 minutos, drama/western

Realizador: Erico Rassi

 

Com: Nelson Xavier, Marcos Andrade, Gê Martú, Everaldo Pontes

Trailer

Sinopse: Amador é um ex-pistoleiro aposentado e relegado ao ostracismo. Solitário e amargurado, coleciona em um álbum os recortes de jornal de seus crimes antigos. Após várias humilhações, vai reagir com violência à hostilidade do mundo que o cerca enquanto tenta voltar à ativa.

Prêmios: Melhor Ator, Nelson Xavier – Festival do Rio

Biografia do Realizador: Realizador e roteirista, Erico Rassi iniciou sua carreira em 2003 com a curta-metragem Sexo com Objetos Inanimados. Assinou um total de cinco curtas, com as quais ganhou mais de 30 prémios em festivais nacionais e internacionais. Comeback é sua primeira longa-metragem.


 


Para ter onde ir

para-ter-onde-ir_500(SEXTA-FEIRA), 03 março, 19h | Sala Manoel de Oliveira

Brasil, 2016, 100 minutos, drama – Filme inédito

Realizadora: Jorane Castro

Com: Lorena Lobato, Keila Gentil e Ane Oliveira

Trailer

Sinopse: Três mulheres com diferentes visões sobre a vida e o amor, seguem juntas numa viagem partindo de um cenário urbano para outro onde a natureza bruta prevalece. Eva, mulher madura e pragmática que convida para a sua jornada a amiga Melina, uma mulher livre e sem compromissos e Keithylennye, uma jovem ex-dançarina de technobrega. No caminho, os acontecimentos vividos separadamente pelas três revelam as incertezas e os diferentes sentidos daquela viagem para cada uma delas.

Biografia da realizadora: Jorane Castro, roteirista e realizadora, nasceu em Belém (Brasil). Formou-se em Cinema pela Universidade de Paris 8 (França) e estudou Roteiro na EICTV (Cuba). Desde então, realiza seus filmes na Amazônia. Dirigiu mais de vinte filmes, entre documentários e ficções, que têm-se destacado no cenário internacional em festivais como a Quinzena dos Realizadores (Cannes, França, 2001). Para ter onde ir é sua primeira longa-metragem de ficção.


Prova de Coragem

prova-de-coragem_500(SEGUNDA-FEIRA), 06 março, 21h30 | Sala Manoel de Oliveira

Brasil, 2016, 88 minutos, ficção/drama

Realizador: Roberto Gervitz

Com: Armando Babaioff, Mariana Ximenes, César Troncoso, Áurea Maranhão e Daniel Volpi

Trailer

Sinopse: Hermano planeja uma escalada de alto risco numa montanha na Terra do Fogo, quando é surpreendido pela notícia de que sua mulher está grávida. Adri, com quem vive há 7 anos, quer levar adiante a inesperada gravidez, mas enfrenta a resistência de Hermano que não aceita a ideia de ser pai. Obcecado em vencer o desafio da montanha gelada, ele se entrega aos preparativos, mesmo sabendo que sua companheira enfrenta uma gravidez de risco.

Superar tal montanha é a prova de coragem que Hermano deve a si mesmo. Ele se cobra um ato heroico – o enfrentamento de um risco limite. O que o move: fuga ou redenção?

Biografia do Realizador: Roberto Gervitz é dono de uma obra singular e multifacetada no cinema brasileiro. Estudante de Ciências Sociais nos anos 1970, atua como montador e editor de som antes de estrear como realizador com o documentário Braços Cruzados, Máquinas Paradas, em parceria com Sérgio Toledo, filme considerado um clássico do documentário político no Brasil, premiado no Festival de Leipzig e selecionado para o Festival de Berlim. Em 1987, estreia-se em ficção com a adaptação de Feliz Ano Velho, de Marcelo Rubens Paiva, com grande sucesso de público (um milhão de espectadores) e oito prémios no Festival de Gramado/88.


Quase memória

quase_memoria_500(SEGUNDA-FEIRA), 06 de março, 19h30, Sala Manoel de Oliveira

Brasil, 2015, 91 minutos, drama

Realizador: Ruy Guerra

Com: Tony Ramos, João Miguel, Charles Fricks e Mariana Ximenes.

Trailer

Sinopse: Carlos é um homem condenado aos desassossegos da memória, que se encontra com ele mesmo, numa dobra de tempo. Carlos jovem está diante do esquecimento de Carlos velho, que já não se lembra sequer do próprio rosto. Recebem um estranho pacote. O nó que o amarra, o cheiro, a letra no envelope: a encomenda só poderia ter sido enviada por seu pai, Ernesto, morto há anos. Um pai que sempre criou situações inusitadas. Nesta dobra do tempo, há um Carlos que lembra e há um Carlos que esquece as suas divertidas memórias ao lado deste pai genialmente louco.

Biografia do realizador: Nascido em Moçambique, Ruy Guerra estudou na IDHEC – escola de cinema de Paris – e vive no Brasil há mais de cinquenta anos. Já realizou catorze longas-metragens, entre as quais Erendira (1983), A Ópera do Malandro (1985), O Veneno da Madrugada (2005). Ganhou dezenas de prémios e teve seus filmes exibidos em mais de duzentos festivais ao redor do mundo – Berlim, Cannes, Venice, San Sebastian, Toronto, Rotterdam e muitos outros.


Uma vida à espera

uma-vida-a-espera_500(SÁBADO), 04 março, 19h30 | Sala Manoel de Oliveira

Portugal, 2016, 93 minutos, Drama – Filme inédito

Realizador: Sérgio Graciano

Com: Miguel Borges, Isabel Abreu, José Mata, Afonso Pimental, José Martins e Carla Maciel.

Trailer

Sinopse: Um pai sai de casa levando consigo apenas a caixa do correio e uma mala. Senta-se numas escadas, na rua, à espera da resposta do filho. Todos os dias, por uma década, envia-lhe uma carta e todos os dias espera resposta. Ninguém o demove do seu objetivo. Por que o filho não responde? Haverá um filho? Essas e outras são as questões que se colocam ao longo do drama.

Biografia do realizador: Sérgio Graciano (1975, Lisboa) é realizador desde 2006. Para além de realizar diversos documentários, séries, longas e curtas-metragens, nos últimos dez anos realizou algumas séries de ficção para canais de televisão portugueses e angolanos. Teve duas de suas séries premiadas como a melhor série do ano pela SPA Autores e ainda teve a novela Laços de Sangue, emitida na SIC, galardoada pelo Emmy Awards.