História

O Festival de Cinema Itinerante da Língua Portuguesa – FESTin é um evento internacional dedicado ao segmento audiovisual, cujo objetivo é fomentar a difusão, a interculturalidade, a inclusão social e o intercâmbio cultural entre os países de língua e expressão portuguesa através da realização de um Festival de Cinema comprometido com a divulgação das diferentes culturas e práticas de respeito à diversidade presentes nestes países.


O FESTin caminha para a sua 15ª edição e tem se constituído como uma referência no setor, além de ser o primeiro e único evento em Portugal dedicado exclusivamente à cultura cinematográfica dos países de língua portuguesa. Neste caso, o idioma é visto sob uma perspectiva pluricêntrica e intercultural.

Ao longo de sua história, o FESTin já exibiu quase 1.058 filmes, entre longas-metragens, curtas-metragens, documentário e animação, e contou com a presença de mais de 340 convidados, entre realizadores/as, produtores/as, atores, atrizes e personalidades culturais, alcançando um público de mais de 58 mil espectadores. Um dos pontos marcantes do FESTin foi a inauguração da Sala Manuel de Oliveira, pela Câmara de Lisboa, durante a segunda edição do Festival, data que ficou para a história do Cinema São Jorge e do também do FESTin.

O FESTin, principal iniciativa da ASCULP, tem o reconhecimento da Presidência da República Portuguesa, através da concessão do Alto Patrocínio do Presidente da República, chancela para a concretização de ideias que tenham o futuro de Portugal como elemento base primordial. Em 2019, o festival também recebeu o Prémio Lusofonia, na categoria Teatro e Cinema.