“Limpam com Fogo” e “Saudade” chegam ao FESTin como dois recomendáveis exemplares da competição de documentários. São duas propostas bastante distintas, que permitem expressar paradigmaticamente a diversidade que pontua as obras desta secção.

Documentário inquietante, informativo, dinâmico e questionador, que expõe um caso delicado, afasta qualquer tipo de simplismo e contribui para despertar reflexão, seja esta sobre os assuntos abordados ou no que diz respeito ao nosso papel como cidadãos e seres humanos, “Limpam com o Fogo” é um dos filmes em destaque da nona edição do FESTin. O documentário embrenha-se pela epidemia de incêndios em favelas na cidade de São Paulo e a sua relação com a especulação imobiliária. Entre análises de especialistas e depoimentos marcantes das vítimas, o filme investiga os reais motivos por trás da selectividade do fogo e explora a relação entre empresas do sector imobiliário e os vereadores que participaram da CPI – Comissão Parlamentar de Inquérito – sobre os Incêndios em Favelas na Câmara dos Vereadores de São Paulo. “Limpam com Fogo” é exibido às 21h30 na Sala 3 do Cinema São Jorge.

Outro dos documentários do dia é “Saudade”. Descrito como um “documentário-poético-investigativo-afetivo” que busca entender o significado da palavra e do sentimento da saudade em nossa língua e em nossas vidas, “Saudade” é a nova obra cinematográfica realizada por Paulo Caldas. Realizador de obras como “Baile Perfumado” (ao lado de Lírio Ferreira), “Deserto Feliz” e “País do Desejo”, Paulo Caldas tem em “Saudade” um documentário que promete captar a atenção do público do FESTin. O filme é exibido às 19h00 na Sala Manoel de Oliveira do Cinema São Jorge. A sessão conta com a presença do realizador.  

Partilhar é cuidar!