O quinto dia do FESTin recebe mais dois integrantes da competição de longas-metragens, “A Casa” e “Primavera”.

O título de “A Casa” remete para a Casa dos Estudantes do Império. Nascida no Estado Novo para controlar os estudantes ultramarinos, a Casa dos Estudantes do Império, localizada em Lisboa e com delegações em Coimbra e Porto, foi fundamental nas lutas de independência das colónias portuguesas. Por aquele ponto de encontro passaram futuros líderes dos movimentos de libertação – como Agostinho Neto e Amílcar Cabral. O documentário realizado por Rui Simões recupera memórias de testemunhos dos sobreviventes da Casa, ficcionalizando paralelamente excertos de “A Geração da Utopia”, de Pepetela. A sessão decorre às 20h00 na Sala 3 do Cinema São Jorge e conta com a presença do realizador.

O desafiante “Primavera” parte do ponto de partida de um pai que conta ao seu filho a história não oficial, mas verdadeira, da família a que pertencem. Através de lembranças levam-nos por uma viagem na memória do tempo. A chegada dos ancestrais portugueses, as tramas dos antepassados confessam um surpreendente segredo que o futuro ainda não conhece. Realizado por Carlos Porto de Andrade Junior, “Primavera” é exibido às 22h00 na Sala 3 do Cinema São Jorge.

Partilhar é cuidar!