A 9ª edição do Festival de Cinema Itinerante da Língua Portuguesa (FESTin) abre na próxima terça-feira, 27 de fevereiro, e decorre até 6 de março, trazendo uma multiplicidade de filmes e eventos concentrados no cinema São Jorge, em Lisboa. A atriz Joana de Verona e ator José de Abreu, um dos intérpretes mais carismáticos das telenovelas brasileiras, estão entre os convidados especiais. 

“Como nossos Pais” será o filme de abertura. A obra de Laís Bodanzky, uma narrativa intensa com forte acento no feminino, estreou no Festival de Berlim e foi um dos grandes eventos cinematográficos do Brasil no ano passado. A obra tem prevista estreia comercial em Portugal, através da Alambique, para dia 15 de Março. A sessão de encerramento será com outro projeto estreado no certame alemão, “As Duas Irenes”, que apresenta uma visão poética da adolescência.

O cinema português surge com “Aparição”, de Fernando Vendrell, filme que também chega às salas em março, no dia 22, com distribuição da NOS. O filme inspira-se na obra literária de Vergílio Ferreira para fazer um retrato do interior de Portugal nos anos 50. “Aparição” é protagonizado por Jaime Freitas e traz Vitória Guerra no elenco.

A Competição de Longas de Ficção trás duas coproduções entre Portugal e o Brasil – uma através da Fado Filmes e outra com a Ukbar. “Praça Paris” apresenta Joana de Verona, uma das convidadas especiais do FESTin, a fazer uma psicóloga que acaba por sucumbir ao “stress” ao lidar com as histórias da moradora de uma favela do Rio de Janeiro. Já “Vazante” mergulha no passado colonial comum entre os dois países para trazer um duro retrato do período esclavagista.

O cineasta independente português Luís Diogo, por seu lado, exibe um romance com contornos de “thriller” em “Uma Vida Sublime” – filme cujo desenvolvimento deu-se no interior de um dos eventos paralelos especiais do FESTin, a 4ª edição do Guiões. O projeto apresentará uma série de debates e “masterclasses” que visam integrar os argumentistas no mercado. Outro trabalho saído desta iniciativa será exibido – “Elon não Acredita na Morte”.

A Competição principal trás ainda uma série de obras de prestígio estreados em Sundance (“Não Devore Meu Coração”), Berlim (além das obras citadas inclui “Mulher do Pai” e “Vazante”) e Festival do Rio (“Açúcar”, “Praça Paris”, “Redemoinho”). Projetos provenientes de todos os países lusófonos enriquecem a programação.

Com vários convidados presentes, entre os destaques estão o ator José de Abreu, que vem ao FESTin promover “Antes que Eu me Esqueça”, que protagoniza, o responsável pela Comunicação do papa Francisco, Dario Edoardo Viganò, o crítico Pablo Villaça, que profere uma “masterclass” sobre Crítica Cinematográfica e vários atores e realizadores.

A programação completa do festival pode ser consultada em www.festin-festival.com

O FESTin é organizado pela ASCULP – Associação Cultura e Cidadania da Língua Portuguesa, em coprodução com o Cinema São Jorge e parceria estratégica com a EGEAC – Empresa de Gestão de Equipamentos e Animação Cultural e conta com a parceria da Câmara Municipal de Lisboa (CML).

Partilhar é cuidar!