Filme de imagens inebriantes, que se move ao ritmo da sua marcante banda sonora e do seu grupo heterogéneo de personagens, “Não Devore Meu Coração” balanceia entre a fábula e a realidade, entre rivalidades com raízes profundas e uma romance poético com traços de “Romeu e Julieta”, sempre tendo como pano de fundo um território de fronteira entre o Brasil e o Paraguai.

Com um percurso meritório em certames como o Festival de Sundance, a Berlinale e o Festival de Brasília, “Não Devore Meu Coração” marca a estreia de Felipe Bragança na realização a solo de longas-metragens. O filme coloca-nos perante Joca, um rapaz brasileiro de treze anos que está apaixonado por Basano, uma jovem paraguaia indígena. Para conseguir conquistar o seu amor, Joca vai ter que superar o passado de violência de uma região marcada pela guerra e enfrentar os segredos do seu irmão mais velho, Fernando, membro de uma gangue de motoqueiros da região.

“Não Devore Meu Coração” integra a competição de longas-metragens da nona edição do FESTin. O filme é exibido a 28 de Fevereiro, às 21h30, na Sala 3 do Cinema São Jorge. A sessão conta com a presença do realizador Felipe Bragança.

Partilhar é cuidar!