File picture shows Brazilian citizen Marco Archer Cardoso Moreira sitting in front of his lawyer at Tangerang court, near Jakarta

A palavra Curumim significa na língua tupi, criança indígena, como também é o título de uma grandes apostas da nossa Competição de Documentários. Com direcção de Marcos Prado, «Curumim» é a história verdadeira de Marco Archer, um cidadão brasileiro que fora apanhado com mais 13 kg de cocaína no Aeroporto Internacional de Jacarta, Indonésia, um país rígido na sua lei contra o tráfico de droga. Archer foi preso, torturado e condenado à pena de morte.

Um episódio que abalou o Brasil, alimentando os medias e a opinião pública em relação à pessoa e as medidas tomadas naquele país. Para Marcos Prado foi importante estabelecer uma veia jornalista e imparcial em relação à figura e do seu triste infortúnio, e denunciadora ao cenário envolto desta captura.

Vencedor do prémio de melhor documentário no 13º Golden Apricot, «Curumim» arrecadou elogios e impacto durante o seu percurso de projeções, suscitando o debate sobre as medidas de prevenção e controlo do Governo Indonésio em relação ao tráfico de droga, assim como expondo a corrupção que o abala. O FESTin promete um dos momentos mais fortes do festival com a exibição deste documentário de forte conteúdo.

Partilhar é cuidar!