Cinema x Televisão – Mesa-redonda

09 Abril, quinta-feira, 18h30 | Sala Montepio | Atividade gratuita

Depois dos temas políticos do ano passado, os debates do FESTin este ano voltam-se para os meios de comunicação e o universo do audiovisual. Um deles é “Cinema x Televisão”, discussão inserida na homenagem aos 50 anos da Rede Globo, o maior canal de TV em língua portuguesa e que, no Brasil, também atua como um dos maiores investidores privados em cinema. As interligações e diferenças nestas áreas, entre outros, serão discutidas pelo diretor da Rede Globo em Portugal, Ricardo Pereira, o presidente da Globo Filmes, Edson Pimentel, o apresentador da RTP, Mário Augusto, o diretor da empresa de distribuição portuguesa Cinemundo, Nuno Gonçalves, e o produtor e realizador Cavi Borges, que também comparece esse ano ao FESTin com dois filmes.


RICARDO PEREIRA 

Ricardo Pereira (1)

Nasceu no Rio de Janeiro em 1951, mas vive na Europa desde 1980, onde desempenhou funções nas áreas de jornalismo, distribuição e implementação do canal Globo Internacional. Vive em Portugal desde 2010,onde é Diretor da Globo Portugal, sendo responsável pela sede da Globo em Lisboa, pelos canais portugueses Globo e Globo Premium e é o representante da Globo na Europa.


EDSON PIMENTEL MATHEUS 

Institucional

Iniciou sua carreira na Tv Globo em 1979. Ocupou diversas funções, sempre ligadas à sua maior expertise: a implantação e administração de projetos organizacionais. Formado em administração de empresas, com pós-graduação no Coppead – UFRJ. Participou da criação e implantação do Projac, o centro de produção da Globo. Em abril de 2013, deixou a diretoria de Planejamento Estratégico da área de Projac-Entretenimento para assumir a direção da Globo Filmes.


 MÁRIO AUGUSTO

mario

Nasceu no lugar de Espinho, Vila Nova de Gaia, em Março de 1963. Começou a carreira de jornalista em 1985, estagiando no jornal O Comércio do Porto, vindo posteriormente a colaborar regularmente, sempre na área do cinema, no semanário Sete e nas revistas Sábado, Cosmopolitan, Nova, Caras, Invista e Focus. Fundou e dirigiu a revista Cinemania. Trabalhou na Rádio Comercial, na RDP Antena 1 e, em 1989, integrou a equipa fundadora da Rádio Nova, do Porto. Na televisão, estreou-se em 1985 nos programas infantis do Canal 2 da RTP. Foi assistente de produção na RTP Porto, estação onde produziu e apresentou diversos programas e rubricas de divulgação cinematográfica. Em 1987 integrou o Departamento de Informação da RTP, onde se manteve até 1992, altura em que se transferiu para os quadros da Sic. Em 1997 recebeu o prémio de reportagem da Fundação Luso-Americana para o Desenvolvimento (FLAD) pelo documentário Mandem Saudades, sobre a presença portuguesa no Havai. Na SIC integrou a equipa que produziu e realizou uma série de documentários sobre o século XX português e coordenou e apresentou diversos programas dedicados aos Óscares de Hollywood. Desde Maio de 2003 coordena e apresenta semanalmente o magazine de cinema 35mm, nos canais Lusomundo e SIC Notícias onde emite muitas das entrevistas que continua a fazer, desde há quase 30 anos, às grandes estrelas do cinema norte-americano e europeu. Desde 2005, tem uma rubrica semanal de comentários às estreias de cinema na Rádio TSF. Mudou-se para a RTP em 2010 transferindo o programa de cinema que produz e apresenta “Janela Indiscreta”


NUNO GONÇALVES

nuno goncalves

Terminada a formação universitária em Potugal teve a oportunidade de trabalhar numa empresa multinacional, da área do grande consumo em Madrid, Amesterdão, Colónia, e Lisboa. Foi Director de Marketing da Edivideo (representante dos catálogos das Majors americanas Paramount, Universal, Dreamworks e 20th Century Fox). Posteriormente foi Director Comercial de Distribuição e Exibição da Filmes Castello Lopes, representante à época dos catálogos da 20th Century Fox e Miramax na distribuição para cinema. A partir de 1999 integra os quadros da Lusomundo, inicialmente como Director de Marketing e posteriormente como Director Comercial, tendo mais tarde sido nomeado Director Geral. Com a compra da Lusomundo pela PT Portugal e com o posterior split para a ZON, é nomeado Administrador Executivo da ZON Lusomundo Audiovisuais. Desde Janeiro de 2015 é partner da Cinemundo.


CAVI BORGES

filme frances cavi

Cavi Borges é produtor e diretor de cinema. A frente da Cavideo já produziu 36 longas metragens e 94 curtas.
Como diretor já fez 6 longas e 31 curtas ganhando 178 premios em festivais nacionais e internacionais.
Em 2009 ganhou o premio JOVEM EMPREENDEDOR DO CINEMA BRASILEIRO indo para Londres na etapa mundial.
Em 2010 participou da Semana da Critica do Festival de Cannes com seu curta “A DISTRAÇÃO DE IVAN”
Prepara para lançar nos cinemas brasileiros o longa “CIDADE DE DEUS – 10 anos depois” e no FEST IN de 2015 está apresentando 2 longas novos: “SETENTA” como produtor e “UM FILME FRANCES” como diretor.