CINEMA FESTinÓBIDOS

PROGRAMAÇÃO OFICIAL DO FÓLIO – FESTIVAL LITERÁRIO INTERNACIONAL DE ÓBIDOS

22 A 24 DE OUTUBRO DE 2015
CAPELA DE SÃO MARTINHO – ÓBIDOS


 

MDOC_Esse-viver-ninguem-me-tira-(2)ESSE VIVER NINGUÉM ME TIRA
22 Outubro 10 (quinta-feira), 16h30 | Capela de São Martinho 

Brasil, 2013, 75 minutos
Realização: Caco Ciocler

“Aracy era uma mulher linda!” É a partir dessa frase que o realizador inicia sua busca por Aracy de Carvalho Guimarães Rosa. Heroína anônima, morreu esquecendo e sendo esquecida, vítima do alzheimer e de um país também sem memória. Única brasileira considerada uma justa entre nações, viveu à sombra do marido famoso, o escritor João Guimarães Rosa. Sua atuação subversiva no consulado brasileiro em Hamburgo na Alemanha Nazista salvou vidas. Com pouquíssima documentação disponível e impedido de falar sobre sua relação com o marido por questão de direitos autorais, o diretor joga luz à essa existência através de suas próprias motivações pessoais


MDOC_entre-cenas-2-(1)(Entre) Cenas de Rui Simões
22 Outubro (quinta-feira), 21h | Capela de São Martinho

Portugal, 2014, 83 minutos
Realização: Rui Simões

Documentário sobre a rodagem de “Os Maias” de João Botelho

Introdução – mesa com João Botelho, Rui Simões e João Queirós – mediação Maria Coutinho



COCKTAIL – FESTinÓbidos
23 Outubro (sexta-feira), 18h30 | Capela de São Martinho

Cortesia Casal da Eira Branca

Utopia é 200 autores, em 11 dias, literarem na vila medieval de Óbidos; utopia é o cinema em língua portuguesa do FestinÓbidos, deixar-se enredar nas muralhas medievais; mas utopia, também, será degustar os sabores portugueses, entre um livro e um filme, a Eira Branca dará uma ajuda.


CLM_Ovendedordepassados-(1)

O VENDEDOR DE PASSADOS
23 Outubro ( sexta-feira), 21h30 |  Capela de São Martinho

Brasil, 2012, 78 minutos
Realização: Lula Buarque de Hollanda
Com: Lázaro Ramos, Alinne Moraes, Odilon Wagner, Mayana Neiva.

Se o passado determina aquilo que somos, uma boa forma de mudar um presente pouco auspicioso é modificar o que nos levou até ele. Esta é a especialidade do protagonista que, através de recursos tecnológicos e muita fantasia, reinventa a história dos seus clientes a ponto de influenciar sua vida atual. Mas a sua existência relativamente pacífica é abalada com a encomenda de uma misteriosa cliente que vai desencadear um processo de envolvimento com o trabalho muito pouco saudável para ele – embaralhando as contas do seu próprio passado. Baseado no livro de mesmo título de José Agualusa.


 

PARCERIA COM O Festival de Gramado

ACALANDOAcalanto
24 Outubro (sábado), 19h30 | Capela de São Martinho

Brasil, 2013, 23 minutos, Ficção
Realização: Arturo Sabóia
Com: Luís Carlos Vasconcelos e Léa Garcia.
Acalanto é a adaptação do conto “A Carta”, do escritor moçambicano Mia Couto. Uma senhora analfabeta procura amenizar a saudade do seu filho ao solicitar a um conhecido para que leia diversas vezes a mesma velha e única carta por ele enviada há dez anos. Através dessas leituras, uma bonita amizade e cumplicidade é criada entre os dois.


 

CCM_-A-rapariga-que-imaginou-um-contoA RAPARIGA QUE IMAGINOU UM CONTO
24 Outubro (sábado), 20h, Capela de São Martinho

Portugal, 2014, 14 minutos

Realização: Sara Allen
Com: Sofia Baltar, Tânia Orchid, Cristovão Cavalheiro
Bárbara é uma escritora sob grande pressão que tenta desesperadamente criar um final para sua história que tem de ser entregue à editora. Para isso, tranca-se em casa e recusa contatos com o mundo exterior – incluindo Gonçalo, a quem não demonstra os seus sentimentos. Dessa forma, fica algures entre a fantasia e a realidade.