Quatro filmes de género de grande qualidade trazem uma mostra adicional à produção brasileira, com um filme de encerramento que reúne aventura e romance, outro com suspense e elementos de terror e um terceiro que conta uma emocionante história de vida.

A FLORESTA QUE SE MOVE

A floresta que se moveTerça-feira, 10 de maio, 21h30, Sala Manoel de Oliveira

Brasil, 2015, 99 min, ficção

Realizador: VINÍCIUS COIMBRA

Com: Gabriel Braga Nunes, Ana Paula Arósio e Nelson Xavier.

Trailer | Ticketline_100

Sinopse: Mistura de drama de contornos shakespearianos com elementos de suspense e terror para contar uma história passada no mundo das altas finanças. Elias (Gabriel Braga Nunes) é vice-presidente de um grande banco que, subitamente, vê-se chamado para assumir a presidência. Casado com uma mulher ambiciosa (Ana Paula Arósio) ambos cedem à cobiça desmedida que os leva a uma trilha brutal de violência carregada de terríveis simbolismos. Estreado no Festival Internacional de Montreal, marcou presenças no Festival do Rio, Mostra Internacional de São Paulo e no Fantasporto.

Biografia do realizador:Vinícius Coimbra é formado em propaganda e marketing, possui diversas oficinas de roteiro, realização e interpretação e já dirigiu telenovelas, minisséries e filmes publicitários. Vencedor do Emmy Award 2013 para melhor telenovela. Em 2011, a sua primeira longa-metragem A Hora e a Vez de Augusto Matraga recebeu cinco prémios no Festival do Rio.


A GRANDE VITÓRIA

A grande vitóriaQuarta-feira, 6 de maio, 20h30, Sala 3

Brasil, 2014, 88 min, ficção

Realizador: STEFANO CAPUZZI LAPIETRA

Com: Caio Castro, Sabrina Sato,Tato Gabus Mendes e Domingos Montagner.

Trailer |Ticketline_100

Sinopse: Max Trombini (Caio Castro) teve uma infância humilde e conturbada. Abandonado pelo pai, foi criado pela mãe e pelo avô, que morreu quando tinha 11 anos. Revoltado, passou a envolver-se em diversas confusões na sua cidade natal, Ubatuba, e depois em Bastos, onde passou a morar. Foi através do aprendizado do judo que conseguiu se estabelecer emocionalmente e construir uma carreira que fez com que se tornasse um dos principais técnicos do desporto no Brasil.

Biografia do realizador: Nascido em São Paulo, formado em Cinema pela Fundação Armando Alvares Penteado e pela New York Film Academy. Já produziu e dirigiu diversas curtas-metragens, exibidas em festivais de cinema no Brasil e exterior, entre eles, Nalu e Phoenix. A Grande Vitória é a sua primeira direção em longa-metragem.


BEATRIZ

Beatriz_500Terça-feira, 10 de maio, 19h, Sala 3

Brasil/Portugal, 2015, 103 min, ficção

Realizador: ALBERTO GRAÇA

Com: Marjorie Estiano, Sérgio Guizé e Beatriz Batarda.

Trailer | Ticketline_100

Sinopse: Beatriz e Marcelo são um casal jovem e apaixonado. Ao mudarem-se para a Europa, ela tenta proteger Marcelo para que ele reencontre o seu rumo profissional como escritor. Em Lisboa, Beatriz firma-se trabalhando como advogada, enquanto Marcelo parece sair do vazio que o dominava, enfrentando o desafio de escrever o seu segundo livro, um romance sobre ciúme que envolve experiências do seu próprio casamento. Mas esse processo criativo pode levar à destruição da sua relação. Estreado no Festival do Rio.

Biografia do realizador:  Alberto Graça é fundador da MPC Filmes e produziu uma grande quantidade de obras para cinema e televisão. Beatriz é o seu terceiro trabalho como realizador – depois de Memórias do Medo (1981), selecionada para a Semana da Crítica do Festival de Cannes, e O Dia da Caça (2000), também com importante currículo em festivais.


JONAS

JonasQuarta-feira, 11 de maio, 21h, Sala Manoel de Oliveira

Brasil, 2015, 97 min, ficção

Realizadora: LÔ POLITI

Com: Jesuíta Barbosa, Laura Neiva e Criolo.

Trailer |Ticketline_100

Sinopse: Jonas (Jesuíta Barbosa) é um rapaz pobre que vive de pequenos trabalhos esporádicos e que reencontra, depois de 20 anos, Branca (Laura Neiva), uma menina rica pela qual nutre uma paixão que vem desde a infância. Depois de um acontecimento trágico e fortuito, no entanto, a história toma um rumo vertiginoso onde drama, policial e aventura misturam-se nesta proposta cheia de energia.

Biografia da realizadora: Lô Politi estudou cinema, televisão e jornalismo, atuou como produtora e assistente de direção em longas e curtas-metragens e produtora executiva de televisão. Foi sócia-fundadora da Maria Bonita Filmes. Atualmente é sócia e diretora da Dramática Filmes. Jonas é a sua primeira longa-metragem.