Depois de homenagear Moçambique (2010), Portugal (2011) e o Brasil (2012), na quarta edição o FESTin dedica um olhar especial a Angola, contando com a parceria com o IACAM – Instituto Angolano de Cinema Audiovisual e Multimédia.


Angola, terra do passado e do futuro
Portugal, 1973, 18 minutos, documentário | Realização: António Escudeiro

Horário: 9 de abril | 20h00 | Sala 3

Sinopse: O filme apresenta um olhar sobre a realidade angolana no período anterior ao 25 de Abril. Foi uma iniciativa do proprietário da Cuca (famosa fábrica de cervejas) em Angola. A ideia era mostrar Angola em 1973. A narrativa não cita as províncias ultramarinas e a palavra Portugal foi excluída do texto. Assim surge a ideia de Angola como País. A censura proibiu a exibição do filme em Portugal, sendo sido visionado apenas uma única vez, em Luanda, no cinema Miramar. Está será, assim, a primeira exibição do filme em Portugal.

Independência de Angola – Os Acordos do Alvor

Portugal, 1977, 17 minutos, documentário | Realização: António Escudeiro.

Horário: 9 de abril | 20h00 | Sala 3

Sinopse: Imagens inéditas da reunião que se realizou no Alvor (Algarve, dezembro de 1973) entre o Governo Português, os chefes das Forças Armadas portuguesas e os movimentos de libertação de Angola (MPLA, UNITA, FNLA) que determinaram as etapas para a independência de Angola. Com textos do jornalista angolano Carlos Veiga Pereira e a colaboração de José Fonseca e Costa.


Culturas Vivas

Angola, 2012, 45 minutos, documentário

Realização: Chico Júnior

Com: Povos hereros

Horário: 5 de abril | 20h00 | Sala 3

Sinopse: Este documentário retrata e valoriza algumas etnias do sul de Angola com destaque para os subgrupos do grupo Hereros, que mesmo com os quinhentos anos de colonização e de imposição religiosa, mantiveram-se firmes na conservação da sua cultura ancestral, a mesma que faz parte do acervo de culturas desta imensa Angola. A sua interação com outros grupos bantus, o confronto permanente durante a transumância e a sobrevivência do gado são também problemas abordados nesta obra.


Nos Trilhos Culturais da Angola Contemporânea
Angola, 2010, 58 minutos, Documentário
Realização: Dias Júnior
Com: Orlando Sergio

Horário: 4 de abril | 22h00 | Sala 3

Sinopse: Produzido no âmbito da série DOCTV-CPLP, que apresentou ao público nove documentários inéditos produzidos nos países da CPLP e em Macau, este documentário traça os trilhos da linha entre o passado, o presente e o futuro de uma linha férrea de importância extrema que atravessa Angola de leste a oeste. Em 50 minutos, o documentário, que levou 16 dias de rodagem e seis meses de produção, centra a sua ação no troço Lobito/Cubal (ambos municípios de Benguela), num percurso de aproximadamente 153 quilómetros.