Sinopses FESTin | 2011

Sessão Competitiva | Longa


LIXO EXTRAORDINÁRIO (Brasil, 2010, 90’00”)

Sala 1 – 26 de Abril – 21:30

Realização: Lucy Walter

Co-realização: João Jardim e Karen Harley

O artista brasileiro Vik Muniz cria fotografias usando pessoas e materiais dos locais onde elas vivem e trabalham. Na sua série “Sugar Children” fotografou retratos de crianças pobres usando açucar das plantações do Caribe. Quando os realizadores Lucy Walter e João Jardim começaram a seguir o trabalho de Muniz, o fotógrafo estava a desenvolver a ideia para o seu próprio projeto. Muniz sabia que queria trabalhar com lixo, mas ainda não tinha decidido o local. É então que decide ir até ao Jardim Gramacho, a maior lixeira do mundo, localizada no Rio de Janeiro. No Jardim Gramacho, Muniz conhece os catadores do lixo, homens e mulheres que separam o lixo que se pode reciclar de todo o restante. Serão eles os protagonistas do seu novo trabalho e, com isso, ganharão também uma força e uma dignidade que mostra que a arte tem também um poder transformador. (Trailer) (Site)

______

TCHILOLI – IDENTIDADE DE UM POVO (São Tomé e Príncipe, 2010, 52’00”)

Sala 1 – 27 de Abril – 16:00

Realização: Felisberto Branco

Tchiloli – é o nome criolo de uma peça dramática com vários séculos de história. As suas origens datam do final do século XVI e teria sido introduzido em São Tomé e Príncipe por mestres açucareiros, no período colonial. O documentário retrata de forma subtil o quotidiano léve-léve do povo das  ilhas, numa manifestação inébita que merece ser preservado.

______

HORTAS DI POBREZA (Guiné Bissau/Portugal, 2010, 69’42”)

Sala 1 – 27 de Abril – 17:00

Realização: Sara de Sousa

Atravessando caminhos de terra e cabras no Sul da Guiné-Bissau, é possível encontrar Pobreza, uma aldeia balanta isolada no fim de uma remota península de sal. Aparentemente perdida no tempo e envolta por mato denso, a tabanca não vive alheia às dinâmicas económicas dos mercados globais. Os sacos que outrora daí saíam cheios de arroz di bolanha para vender, levam agora o novo ouro da terra: o caju. “Djintis ka tem gós!”

Os filhos da terra estão a migrar. Em Pobreza restam mãos enrugadas, que depositam agora a esperança nas novas “hortas” de caju, a castanha que produzem e não comem. (Trailer) (Site)

______

SEGURANÇA NACIONAL (Brasil, 2010, 87′)

Sala 1 – 27 de Abril – 19:00

Realização: Roberto Carminati

Um grupo de traficantes prejudicados pelas novas leis de segurança do Brasil planeja uma ameaça terrorista: explodir uma bomba atómica no país, caso o Governo não desligue os radares de vigilância da Amazônia. (Trailer)

______

INIMIGO SEM ROSTO (Portugal, 2010, 84′)

Sala 1 – 27 de Abril – 21:00

Realização: José Farinha

Um Feiticeiro, um Albatroz e um Turbo.  Nomes de código adoptados por necessidade e por «panache». Reúnem-se sempre à volta da mesa para tratar “de coisas sérias” – o contrabando de tabaco e as suas fases do “planeamento estratégico”, desde o descarregamento até à entrega ao cliente. Para chegar ao lucro fácil subornam tudo e todos: agentes policiais, autarcas e políticos de carreira. Contratam consultores financeiros e contabilistas para “limpar as contas”. Por fim “lavam” as avultadas quantias em novos negócios através de empresas “off-shore”. O Feiticeiro – líder do gang – é um advogado, empresário de import-export, e proprietário de um bar. O Albatroz é um comerciante de construção civil. O Turbo é um empresário do sector da restauração e congelados, investe na aquisição de fracções em condomínios de luxo e em carros topo de gama. Um Jovem Inspector e uma Brigada Policial vão tentar desmantelar esta rede criminosa. (Trailer)

______

O MILAGRE DE SANTA LUZIA (Brasil, 2008, 105’00”)

Sala Manoel de Oliveira – 29 de Abril – 15:00

Realização: Sergio Roizenblit.

O filme é uma viagem pelo Brasil que toca sanfona conduzida por Dominguinhos, principal sanfoneiro vivo do país. Entre encontros acompanhados de muita música e reunindo depoimento dos mais representativos sanfoneiros brasileiros, O milagre de Santa Luzia faz um mapeamento cultural das diferentes regiões do país onde a safona se estabeleceu. A película guarda preciosos registros de importantes personalidades da música popular brasileira, como o poeta Patativa do Assaré, Sivuca e Mário Zan, falecidos pouco tempo depois de sua participação no filme.  (TRAILER)

______

UM FUNERAL À CHUVA (Portugal, 2010, 108’00”)

Sala Manoel de Oliveira- 29 de Abril – 17:00

Realização: Telmo de Campos Martins

Um grupo de antigos estudantes universitários reencontram-se na cidade onde havia estudado, devido à morte de um deles. Na obrigação de satisfazer o último desejo deste, o grupo inicia uma jornada de auto-descoberta sobre a essência da amizade verdadeira, contudo, há dez anos que não se viam…(Trailer)

______

VINGANÇA (Brasil, 2008, 107’00”)

Sala Manoel de Oliveira – 29 de Abril – 19:15

Realização: Paulo Pons

Uma mulher é violentada e seu noivo busca o autor do crime para se vingar. No meio da perseguição, ele se envolve com uma outra jovem, a irmã do estuprador.(Trailer)

______

DZI CROQUETTES (Brasil, 2009, 110’00”)

Sala Manoel de Oliveira- 29 de Abril – 21:30

Realização: Tatiana Issa e Raphael Alvarez

O documentário resgata a trajetória do irreverente grupo DZI Croquettes que se tornou símbolo da contra cultura ao confrontar a ditadura usando a ironia e a inteligência e a defender a quebra de tabus sociais e sexuais. Os espetáculos revolucionaram os palcos com homens de barba e pernas cabeludas que contrastavam com sapatos de salto alto e roupa femininas. o grupo se tornou um enorme mito na cena teatral brasileira e parisiense dos anos 70. o grupo é lembrado por depoimentos de artístas e amigos, como Liza Minnelli, Ron Lewis, Gilberto Gil, nelson Motta, Marilia Pêra, Ney Matogrosso, Bety Faria, José possi Neto, entre outros. (Trailer) (site)

______

O MANUSCRITO PERDIDO (Portugal, 2010, 81’00”)

Sala Manoel de Oliveira – 30 de Abril – 15:00

Realização: José Barahona

Dizem que no Mosteiro de Cairu, uma pequena cidade a sul de Salvador, existe um manuscrito perdido de Fradique Mendes. Fradique foi um poeta e aventureiro português, amigo de Eça de Queiroz, que se instalara na região no final século XIX.  Por ter libertado todos os seus escravos, foi odiado e perseguido pelos esclavagistas brasileiros. Na urgência da fuga, terá deixado em Cairu este manuscrito que reflectia sobre as origens da sociedade brasileira e se pronunciava sobre algumas questões sociais da época: os expatriados, a escravatura, e as lutas dos índios.

O filme parte em busca do manuscrito e refaz a viagem de Fradique Mendes na sua fuga, visitando alguns lugares que podem hoje fazer luz sobre estas mesmas questões: as comunidades dos descendentes dos escravos africanos, as aldeias indígenas onde Cabral primeiro chegou, e os acampamentos dos sem terra. No fundo grupos sociais que têm em comum algo com mais de 500 anos: a luta pela liberdade através da luta pela posse da terra. (Trailer)

______

COMPLEXO – UNIVERSO PARALELO (Portugal, 2010, 80’00”)

Sala Manoel de Oliveira – 30 de Abril – 17:00

Realização: Mário Patrocínio

No Rio de Janeiro, a 13 km do Cristo Redentor, dois irmãos portugueses aventuraram-se na mais temida favela do Brasil, onde moram mais de 300.000 pessoas. É o maior paiol de armas e droga da cidade, um lugar chamado Complexo do Alemão.

Viveram a vida de um simples morador como tantos outros, escolheram quatro formas de vida diferentes para retratar as várias faces da favela. A Dona Célia, uma mãe batalhadora, com oito filhos para alimentar; Seu Zé, presidente da associação de moradores há mais de trinta anos, viveu o crescimento assustador da favela, é um sábio “ansião” da favela; Mc Playboy é um artista funk, que cedo se deu conta que o seu caminho não era o do Tráfico; e de uma forma mais genérica os “traficantes” gente sem rosto que faz do crime uma vida normal.

COMPLEXO retrata este perigoso e complexo mundo, um universo paralelo inserido dentro de uma ordem maior, um mundo à parte, que segue uma ordem diferente da ordem global.(Trailer)

______

A MENINA DOS OLHOS GRANDES (Cabo Verde, 2010, 90’00”)

Sala Manoel de Oliveira – 30 de Abril – 19:00

Realização: Fonseca Soares e Alexis Tsafas

Uma Jovem crioula regressa da Europa para a sua terra natal e começa a enfrentar os fantasmas do seu passado e a vida quotidiana de Cabo Verde.

Tradições, crenças e músicas, frutos da mistura de duas culturas completamente diferentes, no coração do Oceano Atlântico.


_____________________
Sessões competitivas de Curtas
Sessão Competitiva | Curta 1

Sala 3 –26 de Abril , as 16:00 – 28 de Abril, 20:30.

BOM DIA, ÁFRICA (Angola, 2009, 9’00”)

Realização: Zezé Gamboa

Kiluange,homem nos quarenta anos chefe de família,pequeno funcionário leva a vida com muitas dificuldades, como a grande maioria dos cidadãos africanos. Tem que se levantar muito cedo e apanhar no mínimo dois transportes públicos.

Até que um dia o impensável acontence.

______

SIMPATIA DO LIMÃO (Brasil, 2010, 9’33”)

Realização: Miguel de Oliveira

Simpatia do limão é a história de Joana, que foi a uma cartomante, Madame Silmara, para que ela com seu feitiços, traga o seu marido Bruno de volta. Sob orientação de Madame Silmara, Joana faz a Simpatia do Limão e consegue seu objetivo, mas agora ela conheceu um outro homem e quer desfazer o feitiço para ficar com o Rodrigão. Irá ela conseguir desfazer o feitiço e ficar com Rodrigão ou ficar com seu atual marido Bruno que é viciado em palavras cruzadas. Com feitiços, coisas surpreendentes podem acontecer. (Trailer)

______

A CORRIDA (Portugal, 2010, 9’30”)

Realização: Rui Madruga e Catarina Carrola.

Anacleto corre com um enorme sorriso no rosto junto ao rio Tejo. A sua silhueta destaca-se de todas as outras: magro, rosto enrugado e garridos ténis cor de laranja e verde fluosforescente. Toma duche diariamente no Balneário Municipal de Alcântara, rumando de seguida para sua cana de cartão na Praça do Comércio. Entre outros sem-abrigo, partilha a sua “morada” com Artur que, certo dia, lhe rouba os seus sapatos de corrida. (trailer)

______

NAQUELA NOITE ELE SONHOU COM UM MAR AZUL (Brasil, 2010, 20’14”)

Realização: Aristeu Araújo

É ano novo e Nestor vai mudar de vida.


______

SENHOR X (Portugal, 2010, 22’00”)

Realização: Gonçalo Galvão Teles

Um homem simples. Uma vida escura e fria. A vontade de mudar.

X acorda todas as noites para a ronda de recolha de lixo de uma cidade que nunca chegou a ser sua. O seu único refúgio é o café onde todas as madrugadas observa a empregada Y.Uma noite, X descobre na sua ronda um velho homem que se prepara para queimar uma câmara de filmar. O senho K. X ajuda K, que lhe oferece a câmara em sinal de reconhecimento. A noite seguinte traz consigo uma surpresa ainda maior…

______

VOZES (Brasil, 2009, 19’30”)

Realização: Anna Costa e Silva, Fabio Canetti e Luiza Santoloni

Reflexão sobre a Loucura, arte e a mente humana a partir de depoimentos de pessoas com transtornos psíquicos. Desconexão poética entre imagem e som.

.

______

O ACIDENTE (Portugal, 2009, 7’00”)

Realização: André Marques e Carlos Silva

José é um assentador de tijolos um tanto ou quanto desajeitado. As leis da gravidade e a negligência na segurança põem-no numa situação perigosa. Este é o relato de alguém que sofreu um aparatoso acidente de trabalho.

______

CONTAGEM (Brasil, 2010, 18’02”)

Realização: Gabriel Martins e Maurilio Martins

Um acontecimento, quatro pessoas e a cidade de Contagem. (trailer)

.

______________________
Sessão Competitiva | Curta 2

Sala 3 –26 de Abril , as 18:15 – 28 de Abril, 16:00.

DONA CUSTÓDIA (Brasil, 2008, 13’00”)

Realização: Adriana de Andrade

Baseado no conto homônimo do escritor Fernando Sabino, o curta-metragem narra a estória de um escritor solitário que tem sua rotina alterada pela presença de sua nova empregada: Dona Custódia. (trailer)

______

DOCE DE COCO (Brasil, 2010, 20’25”)

Realização: Allan Deberton

A família de Diana trabalha com cocadas caseiras. João, o irmão mais novo, pega o fruto do coqueiro para que Diana e a mãe preparem os doces. Zacarias, o pai, sai para a cidade vender. Tudo muda quando Diana vai tomar banho no rio… (Trailer)

______

DINA (Moçambique, 2010, 22’00”)

Realização: Mickey Fonseca

Quando Dina, a filha de 14 anos engravida, Faizia compreende que a violência de Remana, seu esposo, atingiu novos limites. Com a mãe hospitalizada depois de uma terrível cena de violência física, Dina convence-a a denunciar Remane à Polícia. No tribunal Faizia enfrenta Remane pela última vez.

______

VERÓNICA (Portugal, 2010, 18’18”)

Realização: António Gonçalves e Ricardo Oliveira

Zé é um traficante de droga discreto. Trabalha num hotel de estrada no meio do Alentejo. Um churrasco numa noite quente de Verão cruza personagens inesperadas: duas mulheres em viagem, um novo traficante na zona e um vestido.

______

POR UMA NOITE APENAS (Brasil, 2009, 07’06”)

Realização: Marcio Reolon

O Jovem Ian vai a um prostíbulo e paga pelos serviços de Isabelle. Contudo, pede para conversarem antes do programa.

______

A CARTA (Moçambique, 2010, 25’32”)

Realização: Michelle Mathison

Quando Kianga se casou com Dário pensou que aquele amor seria para sempre. Afinal, depois do casamento, Dário começou a revelar-se controlador e possessivo, impedindo-a de seguir o seu sonho: trabalhar como costureira. Kianga suporta aquele comportamento durante dois anos. Mas um dia tudo muda.

______________________

Sessão Competitiva | Curta 3

Sala 3 –26 de Abril , as 20:30 – 29 de Abril, 18:15.

A PEGADA DE TODOS OS TEMPOS (Guiné-Bissau, 2009, 9’00”)

Realização: Flora Gomes

Uma fábula sobre a tradição e a modernidade.

______

QUANDO OS MONSTROS SE VÃO EMBORA (Portugal, 2010, 13’29”)

Realização: Bernardo Gramaxo

Madalena é uma rapariga de seis anos, e como qualquer criança na sua idade, ela adora desenhar, brincar e meter-se em sarilhos, mas acima de tudo, nunca fazer o que os pais dizem. Contudo, Madalena tem, o que nem todas as crianças têm, a ajuda dos seus monstros, que a acompanham durante todo o dia. Certo dia Madalena recebe a notícia do seu melhor amigo monstro de que quando crescer, ela deixará de os ter, uma vez que nenhum adulto precisa da companhia dos monstros.Madalena, inconformada, fará tudo para não crescer, e evitar que os seus monstros se vão embora. (Trailer)

______

EU NÃO SEI ANDAR DE BICICLETA (Brasil, 2009, 15’00”)Crédito Marco Novack

Realização: Diego Florentino

O filme mostra um drama familiar que retrata o nascimento de Jorge, pré-adolescente que ficou paraplégico. Aline, de 12 anos, aproxima-se de Jorge, estimulando-o a conhecer a sensação da paixão. Ao mesmo tempo, Beatriz, mãe de Jorge, mantém uma relação amorosa com Lucas, coincidentemente o pai de Aline. O lado adulto e a inocência são contrapostos a partir do ponto de vista de cada um dos relacionamentos.

______

ALEGORIA DOS SENTIDOS (Portugal, 2010, 11’44”)

Realização: Nelson de Castro e Wilson Pereira

Catarina é uma rapariga cega, que percebe o mundo de uma forma muito particular. Ela vive sozinha com seu irmão, Duarte, e tem uma relação muito próxima com sua boneca. Um dia, seu irmão a força dar um passeio…(Trailer)

______

O RELÓGIO DE TOMÁS (Portugal, 2010, 8’00”)

Realização: Cláudio Sá

O tempo não volta atrás, e bem lá atrás, ficam momentos aos quais não damos o devido valor. Com a chegada de um relógio mágico, Tomás vai ter o privilégio de “Mandar no tempo”. Ou irá este ensiná-lo a viver? (Trailer)

______

TRAZ OUTRO AMIGO TAMBÉM (Brasil, 2010, 14’48”)

Realização: Frederico Cabral

Um detetive é contratado por um homem para procurar seu amigo de infância, desaparecido há mais de cinquenta anos. Como encontrar alguém que só existe na imaginação de um homem? Esse é o dilema do investigador que pede ajuda a crianças para resolver o assunto. (Trailer)


______


O SABIÁ (Brasil, 2010, 14’48”)

Realização: Zeca Brito

Um menino decide que não quer falar depois que é abandonado pela mãe. Seus avós, descendentes de escravos, tetam trasmitir a ele a herança cultural dos quilombolas. As belezas naturais e as relações humanas se encontram na localidade de Rincão do Inferno, interior da cidade de Bagé, no Rio Grande do Sul, Brasil. (Trailer)

______

DESTA ÁGUA… (Portugal, 2010, 10’20”)

Realização: Luis Diogo

Uma jovem mãe recorda um momento em que o comportamento agressivo do seu pai destruiu um momento de inocente felicidade infantil. Mal ela sabe que está prestes a cometer o mesmo erro com a sua própria filha…

______________________

Sessão Competitiva | Curta 4

Sala 3 –27 de Abril , as 16:00 – 29 de Abril, 20:30.

REMINISCÊNCIAS (Brasil, 2010, 19’00”)

Realização: Aly Muritiba

Reminiscências traz a história de Léo, que encontra uma fotografia antiga datada do mesmo dia em que nasceu. Intrigado, ele parte em busca daquilo que julga ser um fragmento de seu passado. (Trailer)

______

O BÚZIO (Moçambique, 2009, 9’00”)

Realização: Sol de Carvalho

Dois meninos soldados caem numa emboscada, um fica ferido o outro sai ileso. O comandante manda os dois ficarem escondidos com a ordem de que se o inimigo chegar, o que escapou ileso deve matar o seu amigo e companheiro. Que vai ele fazer?

______

AOS PÉS (Brasil, 2009, 18’05”)

Realização: Zeca Brito

Mostrando apenas os pés dos personagens, o filme “Aos pés” discute a questão da arte e suas manifestações diante das estranhezas do mundo e da matéria. O amor como ridículo, subterfúgio da irremediável solidão humana. (Trailer)

______

LOVE EXPRESS (Brasil, 2010, 12’00”)

Realização: André Pellenz

O desencontro de dois desconhecidos. uma possível relação que nasce de um encontro num evento para solteiros, entre um homem que busca quebrar uma escrita e uma mulher que não sabe o que fazer diante de uma situação não planejada.

______

ALAMBAMENTO (Angola, 2010, 15’00”)

Realização: Mário Bastos

Matias preparou um Alambamento completo para entregar à família da sua futura noiva, Mena, como manda a tradição de muitas famílias Angolanas. Quando está quase a chegar à casa de Mena, em uma complicada área da Ilha de Luanda, atropela por acidente uma criança que estava a brincar na rua. (Trailer)

______

VELA AO CRUCIFICADO (Brasil, 2009, 13’00”)

Realização: Frederico Machado

O filme Vela ao crucificado conta a história de um velório de uma criança carente na

periferia da cidade de São Luís, Estado do Maranhão, Brasil.

O filme é retrato duro, mas ao mesmo tempo verdadeiro e forte de um pai que busca enterrar seu filho com dignidade, mostrando a força e verdade do povo nordestino brasileiro.

Adaptado de um conto do escritor Ubiratan Teixeira, baseado em fato real.

______

MAHALA (Moçambique, 2009, 30’00”)

Realização: Mickey Fonseca

Ermelinda é enfermeira no hospital central de Maputo. Um dia engravida e decide abandonar Jerry, o violento marido.

______________________

Sessão Competitiva | Curta 5

Sala 3 –27 de Abril , as 18:15 – 29 de Abril, 16:00.

RETRATOS (Brasil, 2010, 17’18”)

Realização: Leo Tabosa e Rafael Negrão

Retratos, conta a história de 06 travestis que desempenham diferentes atividades profissionais desvinculadas da prostituição no Estado de Pernambuco. O vídeo mostra como a vida de cada um deles pode ser tão comum quanto à de qualquer outra pessoa.


______

SMS (Brasil, 2010, 14’58”)

Realização: Pablo Escajedo

A proibição do uso de telemóveis durante as aulas, numa escola estadual de Porto Alegre(Brasil), mobiliza um grupo de jovens do 12º ano que falam o que pensam sobre educação, cultura, tecnologia e a realidade em que vivem. O telemóvel é usado para contar mais sobre o que aproxima esses jovens, dentro das suas diferenças, buscando construir um retrato desta geração. (Trailer)

______

VIDAS DESLOCADAS (Brasil, 2009, 13’00”)

Realização:  João Marcelo Gomes

Maurício BaggioOs Palestinos são o único povo reconhecido pela República Socialista do Iraque como refugiados. Após a queda de Saddan Hussein, eles perderam seus direitos de permanecer naquele país.

Faez Abbas e Salha Nasser saíram do país em 2003. Durante 4 anos, viveram no campo de refugiados Al-Ruweysehd, entre o Iraque e a jordânia. Em Setembro de 2007, o casal foi ressentado no Brasil, junto a outros 120 refugiados palestinos.

______

TIMOR: UNFINISHED JOURNEYS (Portugal/ Timor Leste, 2010, 23’40”)

Realização: Rui Nunes

Com cerca de 1,2 milhões de habitantes, Timor-leste é uma das mais pequenas democracias do nosso planeta. Com perto de 230 milhões de habitantes, a Indonésia é o quarto país mais populoso. Quando da independência de Portugal, Timor-leste tinha pouco mais de 300 mil habitantes; a Indonésia dispunha de um dos mais numerosos exércitos do planeta, com mais combatentes do que a população inteira de Timor-Leste.

Apesar do apoio de algumas organizações e pequenos grupos de ativistas, foram poucas as reais manifestações de solidariedade aquando da invasão. No entanto, em vez de responderem com mais violência, os timorenses transformaram a violência da ocupação na arma contra ela. Três histórias, três corações, três caminhos de reconciliação.

______

LETTER TO MY MOM (Timor-Leste, 2010, 7’00”)

Realização: Francisca Maia

Em 2006,teve lugar uma crise  em Timor-Leste que fez com que milhares de pessoas fugissem da cidade e procurassem refúgio seguro. A violência casou perda da vida a muitos cidadãos timorenses e deixou, à sua passagem, um rastro de destruição. As notícias  da crise espalharam-se pelo mundo inteiro. Quando esta notícia sobre a violência no seu país chegam a uma jovem estudante timorense, a residir no estrangeiro, esta vê-se consumida com preocupação, frustração, medo e raiva. Afastada da sua terra natal, sente-se desesperada com a distância que a separa  dos seus familiares. Do Havai, onde se encontra, expressa o seu sentimento de tristeza à sua família, acreditando que não voltará a ver.  Neste contexto, envia o seu amor ao país e seus habitantes através de uma carta escrita, intitulada”Uma carta para a minha mãe”.

______

ÁUREA (Brasil, 2009, 16’00”)

Realização: Zeca Ferreira

Festa acabada, músicos a pé.


.

______________________
Sessão Competitiva | Curta 6

Sala 3 –27 de Abril , as 20:30 – 28 de Abril, 18:15.

FADO DE QUISSAMÃ (Brasil, 2010, 25’02”)

Realização: Luiz Fernando Sarmento

A cultura do jongo se funde a cultura lusitana do fado, um novo ritmo dançante surge. Cheia de histórias temperadas, na mais regional e brasileira forma de se contar e passar tradições, o Fado de Quissamã é mais que um ritmo e uma dança apenas, é um movimento cultural único, uma forma de expressar as raízes do povo castanho mesclado, rico, uma tradição praticamente extinta que retoma a força e resiste aos espinhos do tempo.

______

TEBEI (Brasil, 2008, 20’00”)

Realização: Gustavo Vilar, Hamilton Costa, Paloma Granjeiro e Pedro Rampazzo.

Gravado nas cidades de Tacaratu e Recife, o Tebei é um documentário sobre o grupo Coco de Tebei, seus integrantes e suas tradições culturais. O vídeo relata o dia a dia da comunidade Olho D’Água do Bruno, formada por agricultores e tecelões, que mantém a tradição de dançar coco para aplainar o chão de barro de uma casa em construção. Com mais de 50 anos de existência, este tipo de coco só é cantado e dançado, em todo o estado do Pernambuco, por esta pequena comunidade do Sertão de Itaparica.

______

PROFANA VIA SACRA (Brasil, 2010, 25’00”)

Realização: Alisson Sbrana

Reynaldo Jardim: ícone do jornalismo brasileiro, gênio criador, poeta revolucionário. Numa mistura de documentário e animação, o curta mostra um pouco do cotidiano do poeta, recortado pelo seu manifesto literário do poema abstrato, e pela animação do poema gráfico Profana Via-sacra.

______

O POETA E A BICICLETA (Brasil, 2010, 12’43”)

Realização:  Thalles Chaves, Gustavo Luz e Toinha Lopes

Documentário biográfico sobre um dos maiores nomes da literatura de cordel da atualidade.

______


O DIVINO, DE REPENTE (Brasil, 2009, 6’00”)

Realização: Fábio Yamaji

Documentário animado com ficção experimental sobre Ubiraci Crispim de Freitas, um brasileiro comum conhecido por Divino. Trata-se de um filme contado em palavras, cantado em repentes e legendado em desenho animado.

Além do live-action, várias técnicas artesanais de animação, sem uso de computador,  compõem o filme: flipbook, desenho animado, rotoscopia, pixilation e stop motion. (Trailer)

_____________________

Mostra | Retrospectiva João Botelho

CONVERSA ACABADA (Portugal, 1980, 100’00”)

Sala 1 – 30 de Abril – 22:00

Realização: João Botelho

No início deste século, em profunda crise política e moral da sociedade portuguesa (uma confusa República, com restos de monarquia podre), um encontro e um momento de catástrofe: Fernando Pessoa e Mário de Sá-Carneiro reinventam a língua, o modo de dizer, pagando os riscos da sua aventura.

Um rebenta a solidão no fogo dos heterónimos, que lhe permitem prolongar a existência; o outro despedaça o corpo e a própria vida, na vertigem dispersa de poemas e novelas. A história desse encontro – os textos, a amizade e a morte.

______

UM ADEUS PORTUGUÊS (Portugal, 1985, 85’)

Sala 1 – 1 de Maio – 17:00

Realização: João Botelho

Uma história de guerra (África, 1973) e uma história de paz (Portugal,1985). Em África, durante a guerra colonial, uma patrulha perde-se no mato e um furriel morre. Doze anos depois, em Portugal, a família do furriel viúva, pais, irmão – reúne-se, em paz.

______

TEMPOS DIFÍCEIS (Portugal, 1987, 90’00”)

Sala 1 – 1 de Maio – 19:00

Realização: João Botelho

Adaptação do romance homónimo de Charles Dickens. Adaptação aos “tempos presentes” (os anos oitenta do século passado, dominados pela terrível lógica da competição e pela lei do mais forte, que dá razão aos ganhadores) que implicou um trabalho peculiar de “limpeza” da narrativa original, pois os problemas das classes desfavorecidas nos nossos dias não são os mesmos que afligiam os proletários da época de Dickens, e os preconceitos que dominam a sociedade actual também “evoluiram”.

______

TRÊS PALMEIRAS (Portugal, 1994, 68’00”)

Sala 1 – 1 de Maio – 21:00

Realização: João Botelho

As emocionantes últimas oito horas de uma mulher antes do nascimento do seu primeiro filho. Tentando alhear-se da dor, ouve as histórias que o seu companheiro inventa para a ajudar a distrair-se…

_____________________

Mostra |Olhares sobre Portugal

SEMENTE DO OURO NEGRO (Portugal, 2010, 49’55”)

Sala 3 – 30 de Abril – 15:30

Realização: Carlos Barreto

O café chegou ao Brasil no século XVIII, envolto em lendas e romances. A planta, que já era cultivada na Guiana Francesa, estava proibida aos portugueses. O sargentor-mor Francisco de Melo Palheta, nascido em 1670, em Serpa, no Alentejo,  Portugal (ou no Pará) , e que servia na tropa regular da guarnição portuguesa do Estado do Maranhão e do Grão-Pará, foi designado pelo governador para trazê-la.

_______

O PESSOAL DO PICO TOMA CONTA DISSO (Portugal, 2010, 23’26”)

Sala 3 – 30 de Abril – 16:30

Realização: Rodrigo Lacerda e Rita Alcaire

“O pessoal do Pico toma conta disso” é um olhar intimista sobre um universo único, e em grande medida desconhecido, que faz uso de todo alcance documental que a imagem pode ter – concentrando o olhar nos espaços físicos onde a festa decorre, aproximando.se propositadamente dos rostos dos intervenientes, para reforçar o lado vivencial e humano, numa clara intenção de mostrar que, para além de toda fé de que este acontecimento se reveste, o Espírito Santo é, também, uma altura de convívio, de interação e de partilha em que todos tomam parte.

______

A FESTA DOS RAPAZES (Portugal, 2010, 57’)

Sala 3 – 30 de Abril – 16:30

Realização: Pierre Primetens

Desde há vários anos que Aveleda,  aldeia remota no nordeste de Portugal, definha. No entanto, no solistício de inverno, homens jovens e solteiros,  que vivem e trabalham na cidade vizinha de Bragança, no Porto, em Lisboa e até no estrangeiro, retornam à sua vila. Vêm para celebrar a aldeia e os seus antepassados, perpetuando um rito de iniciação à idade adulta: A FESTA DOS RAPAZES.

______

GENTE DE FANJÃS (Portugal, 2009, 59’00”)

Sala 3 – 30 de Abril – 18:30

Realização: António João Saraiva

Nas fanjãs vive-se entre a beira mar e as falésias…

entre a partilha e o silêncio…

entre a música e a fé…

As pessoas tomam o seu tempo…

Este documentário pretende participar na compreensão da vida das pessoas que andaram emigradas e aqui voltaram e de outros que aqui recém chegaram.

__________

CONSTANÇA (Portugal, 2010, 26’00”)

Sala 3 – 30 de Abril – 20:00

Realização: José de Castro

Portugal, década de 1340. Aqui nasceu, entre Inês de Castro e D. Pedro I, a mais popular história de amor desta terra.

Mas pouco nos lembramos do seu verdadeiro início, da tragédia íntima e silenciosa que habitou a alma de Constança, primeira mulher de D. Pedro.

Constança assiste a essa crescente paixão, mas não tem forças para reagir. A profunda angustia amorosa que sente assim como a sua ansia para crescer espiritualmente levam- na a deixar-se morrer por amor.

Inspirado no poema Constança (1900) de Eugénio de Castro.

______

OH, LISBOA, MEU LAR! (Portugal, 2010, 20’00”)

Sala 3 – 30 de Abril – 20:00

Realização: João Botelho

______

FADO TONIGHT (Portugal, 2011, 30’00”)

Sala 3 – 30 de Abril – 20:00

Realização: Henrique de Brasão Barroso

Manuel é um castiço cantoneiro de Alfama que se deixa envolver com uma moça que o troca por outro. Perdido na noite lisboeta Manuel vai lutar pelos seus sentimentos mas o destino revela-lhe que o fado não é uma tristeza que carregamos, mas um destino a conquistar.

______

O TENENTE (Portugal, 2010, 11’56”)

Sala 3 – 30 de Abril – 20:00

Realização: Rafael Martins

Lisboa, 1910. Pedro Mello, de 30 anos, é um homem com ideais religiosos e com uma grande devoção ao Rei de Portugal. Mas a monarquia está a entrar em colapso, com o crescimento de devotos à República.

Pedro decide eliminar o maior candidato para o cargo de presidente da primeira República Portuguesa, que é o prestigioso psiquiatra Miguel Bombarda, que gere Rilhafoles.

_____________________

Mostra |Cinema para a Inclusão

BOCA A BOCA (Brasil, 2009, 52’00”)

Sala 3 – 1 de Maio- 15:30

Realização: Márcio Werneck

______

KAKUMA (Portugal/Quénia, 2010, 5’)

Sala 3 – 1 de Maio – 15:30

Realização: EDP

______

UM MENINO DO BIÉ (Angola, 2006, 76’)

Sala 3 -1 de Maio – 17:30

Realização: Marcelo Luna

Um documentário sobre Pedrito do Bié, um menino, músico, do interior de Angola que tem problemas de crescimento. O filme faz uma viagem que nos leva a origem de Pedrito para contar a sua história e em paralelo conhecer um pouco sobre o seu país, Angola.

______

ESCOLHI (Portugal, 2011, 7’31”)

Sala 3 – 1 de Maio- 19:30

Realização: Sílvia Santos

______

FORÇA (Portugal, 2011, 12’02”)

Sala 3 – 1 de Maio – 19:30

Realização: Mário Monteiro

______

DA MINHA ZONA LIXEIRA … EU ENTRO NA QUEIMADA. DOU PELA ESTRADA E SUBO O COTELO (Portugal, 2011, 16’52”)

Sala 3 – 1 de Maio – 19:30

Realização: Miguel Moreira

______

MOVIMENTOS PENDULARES (Portugal, 2011, 9’23”)

Sala 3 – 1 de Maio – 19:30

Realização: Luís Aniceto

______

PRIMEIRO PASSO (Portugal, 2011, 19’51”)

Sala 3 – 1 de Maiol – 19:30

Realização: Dulcelina Moreno

______

LUTO À LUTA (Brasil, 2004, 76’)

Sala 3 – 1 de Maio- 21:30

Realização: Evaldo Morcazel

Documentário que focaliza as deficiências, mas também as potencialidades da Síndrome de Down, problema genético que atinge cerca de 8 mil bebês a cada ano no Brasil. A Síndrome de Down é sem dúvida um problema, mas as soluções são bem mais simples do que se imagina, principalmente quando deixamos de lado os preconceitos e estigmas sociais.

_______
Sessão especial |Infantil

O PLANETA ADORMECIDO (Portugal, 2010, 65’00”)

Sala 1 – 30 de Abril – 15:00

Realização: José Manuel Abrantes, Lígia Ribeiro, Luciano Ottani.

Camila está em casa com o pai, num fim de tarde igual aos outros, a ler o “Planeta Adormecido”. Planeta Adormecido conta a história de três estrelas que, na sua galáxia, vêem um sinal de SOS vindo do Planeta Terra.