Uma secção que surge particularmente forte este ano, a Competição de Documentários traz temas que abordam desde fortes temáticas sociais até reconstruções históricas e intercâmbios culturais entre os países lusófonos.

A LOUCURA ENTRE NÓS

A Loucura entre Nos

Sábado, 7 de maio, 20h30, Sala 3

Brasil, 2015, 76 minutos

Realizadora: FERNANDA VAREILLE

Trailer | Ticketline_100

 

Sinopse: Um mergulho no universo de um hospital psiquiátrico que questiona os limites da sanidade, buscando personagens e histórias que revelem as fronteiras do que é considerado loucura. Em destaque, duas personagens de classes sociais completamente distintas. Pelo caminho, a diretora encontra a ONG Criamundo, que faz um trabalho notável no sentido da reinserção social dos doentes através da arte.

Prémios: Melhor Longa-metragem pelo Júri Popular no Pirenópolis.doc-2015.

Biografia da Realizadora: Cineasta brasileira nascida na Bahia, trabalha aliando ficção à realidade. Entre os seus trabalhos destacam-se Deixe-me viver (2009) – gravado em território palestino e vencedor do Prémio do júri de Melhor Documentário no Festival de Cinema da Amnistia Internacional em Paris (2010) – e A Maior Prisão da Terra (2007), situado no mesmo espaço histórico-geográfico. Em 2016, em França, realizou a curta-metragem La Bascule, da qual também é roteirista.

 


CENTRAL

Central

Domingo, 8 de maio, 18h30, Sala 3

Brasil, 2015, 86 minutos

Realizadores: TATIANA SEGER e RENATO DORNELES

Trailer | Ticketline_100

 

Sinopse: Central mergulha na realidade de uma penitenciária brasileira que já foi considerada a pior do país e denunciada por violação dos direitos humanos. Com imagens inéditas obtidas no interior do estabelecimento, incluindo zonas controladas pelo crime onde os próprios polícias não entram, o filme soma análises de representantes do Poder Judiciário, do Ministério Público e investigadores com depoimentos dos detidos, polícias e familiares. Com tema e abordagens fortes, Central investiga os obstáculos para a ressocialização dos condenados.

Biografia dos Realizadores: Tatiana Sager – é jornalista formada pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS) e pós-graduada em Economia Social pela FIJO-RS. É sócia diretora da produtora e distribuidora brasileira Panda Filmes. Dirigiu dois curtas metragens documentários: Janete – Minha Vida não é um Romance e O Poder entre as Grades. Seu primeiro longa-metragem como diretora é o documentário Central. Como produtora-executiva, atuou em cinco coproduções internacionais, além de cinco longas-metragens e uma série de televisão no Brasil. Renato Dorneles – Jornalista e escritor, trabalhou como guionista e corealizador da curta O Poder entre as Grades (2014), baseado no seu livro Falange Gaúcha,  publicado em 2007, fruto de pesquisas como repórter policial.  Central é a sua primeira experiência como corealizador de uma longa-metragem.


DEPORTADOS

Deportados

Domingo, 8 de maio, 22h15, Sala 3

Cabo Verde, 2014, 65 minutos

Realizador: PAULO CABRAL

TrailerTicketline_100

Sinopse: Documentário sobre as problemáticas sociais e culturais advindas do crescente número de jovens cabo-verdianos deportados, maioritariamente dos Estados Unidos, que têm chegado às ilhas. Completamente desenraizados e sem futuro, esses jovens criados na cultura urbana das grandes cidades americanas, vêm-se obrigados a trabalhar em atividades de subsistência, vivendo essencialmente das remessas enviadas pelos familiares dos EUA. A sociedade cabo-verdiana, por outro lado, também não sabe como receber esses jovens que trazem o inglês e a cultura americana para as ruas de Cabo Verde.

Biografia do Realizador: Cabo-verdiano, operador de câmara da RTP África, fotógrafo e realizador de cinema e televisão. Foi fundador da Associação de Cinema e Audiovisual de Cabo Verde. Realizou os filmes O Candidato e Cova da Moura Portugal Cabo Verde I e II, ambos exibidos no FESTin, além de Meta Fora e Bodjé. Foi diretor de fotografia do filme Senhora da Luz e A Despedida.


DO OUTRO LADO DO ATLÂNTICO

Do Outro Lado do Atlântico

Sábado, 7 de maio, 18h30, Sala 3

Brasil, 2015, 90 minutos

Realizores: DANIELE ELLERY e MÁRCIO CÂMARA

Trailer | Ticketline_100

Sinopse: O filme trata da ponte entre Brasil e África, a partir das histórias de vida de estudantes africanos de países de língua oficial portuguesa em diferentes cidades do Brasil: os olhares e semelhanças entre os países, as trocas culturais, a saudade, as expetativas da partida e os sonhos de regresso são temas do filme que pretende um olhar para a África que aponta para o futuro. Estreado no Festival de Cinema de Havana.

Prémios: Melhor Documentário II Festival Internacional de Cinema do Plateau / Praia, Santiago, Cabo Verde

Biografia do Realizador: Daniele Ellery – Antropóloga e atriz, realizadora da curta-metragem Identidades em Trânsito (2007), em parceria com Márcio Câmara, e atuou nas curtas-metragens Quitéria (2016), Joaquim Bralhador (2014) e Torpedo (2009), do mesmo realizador. É roteirista, co-realizadora e atriz da curta Saudade de Andreia (2007), atriz da longa Iremos a Beirute (1998), de Marcus Moura, e da curta O Esófago da Mesopotâmia (1998), de Isaque Chueque. Márcio Câmara – Graduado em Cinema pela SFSU na Califórnia, e Mestre em Comunicação pela UFF, em Niterói. Produziu e dirigiu curtas e médias-metragens premiadas no Brasil e no exterior com destaque para Rua da Escadinha 162 (2003) com mais de 30 prêmios, entre eles, Huesca na Espanha e Melhor Documentário Brasileiro pela Academia Brasileira de Cinema. Seguiu com Identidades em Trânsito (2006), Saudade de Andrea (2007), Des(vôo) (2008), Torpedo (2009), Doido Pelo Rio (2011), Joaquim Bralhador (2014) e Quitéria (2016) todos com carreiras em festivais nacionais e internacionais.


O TOURO

O Touro

Quinta-feira, 5 de maio, 20h30, Sala 3

Brasil, 2015, 78 minutos 8 [também em FESTin Arte]

Realizadora: LARISSA FIGUEIREDO

Trailer | Ticketline_100

Sinopse: A história do rei Dom Sebastião não acabou com o seu desaparecimento em Marrocos. O seu espírito tornou-se líder de um exército que foi dar à Ilha de Lençóis, litoral norte do Brasil, onde se tornou figura central da mitologia da comunidade. É isso que vai lá descobrir a atriz portuguesa Joana de Verona, numa convivência aprazível e cheia de surpresas com os habitantes da localidade. Estreado no Festival de Roterdão e com passagem posterior por Locarno.

Biografia da Realizadora: : Larissa Figueiredo estudou Letras na Universidade de Brasília, Teoria do Cinema na Université Lumière Lyon 2, em França, e Artes Visuais/Cinema na Haute Ecole d’Art et Design de Genebra, na Suíça. Trabalhou como montadora, entre outros, no filme A que Deve a Honra da Ilustre Visita a este Simples Marquês?”, de Rafael Urban e Terence Keller, premiado no Festival de Brasília. Atualmente dedica-se a sua próxima longa-metragem, Agoníme, que será filmado entre o Brasil e o Benim, na África.


OLHAR DE NISE

Olhar de Nise

Segunda-feira, 9 de maio, 19h, Sala Manoel de Oliveira

Brasil, 2015, 90 minutos

Realizadores: JORGE OLIVEIRA e PEDRO ZOCA

Trailer | Ticketline_100

Sinopse: Em 1946, ao sair da prisão política, a jovem psiquiatra Nise da Silveira volta ao Hospital Psiquiátrico no subúrbio do Rio de Janeiro, recusa-se a usar o choque elétrico e adota a arte terapêutica para tratar dos seus pacientes. Nos ateliês de pintura surgem talentosos artistas que surpreendem o mundo das artes. As pinturas encantam C.G. Jung e dão origem ao Museu das Imagens do Inconsciente que hoje possui mais de 350 mil obras.

Biografia dos Realizadores: Jorge Oliveira – Jornalista, escritor e premiado cineasta, iniciou a carreira na década de 1990 com Mestre Graça. A sua premiada longa-metragem Perdão Mister Fiel sobre Manoel Fiel Filho, trabalhador torturado e morto durante a ditadura militar, é considerada indispensável para compreender a ditadura militar no Brasil e na América do Sul. Pedro Zoca – Formado em cinema, divide a realização com seu pai Jorge Oliveira, no filme Olhar de Nise. Tem diversos trabalhos autorais e foi o realizador da curta-metragem Faca Cega e de vários clips musicais. Trabalhou como assistente de direção na TV Record na novela Poder Paralelo e da minissérie A História de Ester. Estudou fotografia profissional na Nova Zelândia, pós-graduação em cinema e vídeo na Universidade Estácio de Sá e filosofia na Universidade Federal do Rio de Janeiro.