CURTAS – 1ª SESSÃO (1h36)

(TERÇA) 27 de Fevereiro, 18h30 | Sala 3 

O Bêbado

Cabo Verde, 2017, 10 min., Ficção  C/ Presença do Realizador

Realizador: Nelson Custódio

Com: Ailton da Cruz

Sinopse: “O Bêbado” retrata a vivência de um jovem (interpretado por Ailton da Cruz) sob efeito do alcoolismo, um flagelo, que infelizmente tem afectado vários jovens de São Vicente.

Biografia do Realizador: Brevemente.


Diamante, O Bailarina

Brasil, 2016, 23 min., Ficção

Realizador: Pedro Jorge

Com: Sidney Santiago, João Acaiabe, Thaís Medeiros, Roberto Alencar, Divina Raio-Laser, Penelopy Jean, Nina Fur, Rebecca Catalani, Leonardo Devitto, Newman Costa e boxers do clube “Guarany”.

Sinopse: Voe como uma borboleta, ferroe como uma abelha.

Biografia do Realizador: Pedro Jorge, é graduado em Cinema pela Universidade Anhembi Morumbi com especialização em edição pela EICTV, Cuba. É diretor, roteirista, montador e professor. Dirigiu os curtas-metragens A Vermelha Luz do Bandido (2009); A Navalha do Avô (2013); A Lua e a Madeira (2014); Meu Pequeno Herói Não Sabe Voar (2015) & Diamante, O Bailarina (2016); os documentários América Brasil – O Documentário (2010) para a EMI Music e Meninas de Ouro (2016) para a ESPN Brasil. Desde de 2015, integra o núcleo de professores de direção do curso Filmworks da Academia Internacional de Cinema em São Paulo.


Hospital da Memória

Brasil, 2016, 19 min., Drama. C/ Legendas em Inglês,  C/ Presença do Realizador

Realizador: Pedro Paula de Andrade

Com: Adriana Guerra, Antoniela Canto, Cris Tomiossi, Daniel Volpi, Gabriela Cerqueira, Johnnas Oliva, Lívia Camargo, Maria do Carmo Soares, Pedro Costa e Tatiana Caltabiano

Sinopse: Pacientes e impacientes de diversas origens e com diferentes histórias passam uma madrugada repleta de ansiedade, angústias e sonhos no misterioso “Hospital da Memória”

Biografia do realizador: Formado em Comunicação Social pela ESPM, o diretor e roteirista paulista fez de sua paixão a sua profissão: contar histórias. Começou na produção de filmes publicitários e passou à assistência de direção. Em 2010 ganhou o Edital da Secretaria de Estado da Cultura de SP, com o projeto da curta-metragem “Parede Branca do Que Poderia Ser”, na qual assinou o roteiro original e a direção. A sua segunda curta “Maçã”, produção independente, foi selecionada para o Festival do Rio, Mostra de Tiradentes e CineOP. Prepara a sua primeiro longa-metragem de ficção, “Janelas”, sobre a relação entre o indivíduo e a multidão na cidade de São Paulo.


A Língua

Portugal, 2017, 25 min., Ficção  C/ Presença da Realizadora e elenco (Joana Brandão e Sara Gonçalves)

Realizadora: Adriana Martins da Silva

Com: Sara Gonçalves, Joana Brandão, Miguel Rubin

Sinopse: Ana é incapaz de partilhar intimidade física e conheceu recentemente Filipe, homem com quem quer investir numa relação. Laura, a sua psicoterapeuta, desafia-a continuamente a explorar sensações e enfrentar os seus medos. Entre as situações que os trabalhos de casa vão provocando, e que levam Ana quase ao limite, as suas histórias cruzam-se e ambas se transformam.

Biografia da realizadora: Adriana Martins da Silva nasceu em Setúbal. Licenciada em Astrofísica  vive na Nova Zelândia. Formou-se em cinema na London Film Academy, e Instituto Restart de Lisboa. Em 2014 foi distinguida com o prémio Jovem Revelação da Câmara Municipal de Setúbal. A sua obra centra-se no “feminino” e na exploração das fronteiras emocionais das relações humanas. “A língua” é o segundo filme da trilogia iniciada com “O cheiro das velas” (2013) que recebeu vários prémios.


O Último Sopro

Portugal, 2017, 16 min., Drama. C/ Legendas em Inglês

Realizador: Lourenço Malcatanho

Com: Bernardo Sá, Paulo Alexandre Jorge, Lurdes Sá

Sinopse: Um músico tenta lidar com o seu luto através da sua criatividade musical. Face à sua marginalização entra num delírio que o obriga a enfrentar-se.

Biografia do realizador: Lourenço Gil Monteiro Malcatanho, licenciado em Cinema e Audiovisual na Escola Superior Artística do Porto, academista da Academia RTP 4.0. Produziu diversos trabalhos como “Auto-retrato de um Artista” (2016) e “ O Que A Nós Pertence” (2017). Produziu recentemente o seu primeiro filme “ O Último Sopro” (2017) com estreia no FEST- NEW DIRECTORS/ NEW FILMS FESTIVAL e “Correntes” (2017). 


CURTAS – 2ª SESSÃO (1h06)

(QUARTA) 28 de Fevereiro, 18h | Sala 3 

África na Europa

Guiné-Bissau, 2007, 13min., Documentário

Realizador: Atcho Express

Sinopse: Mû Mbana é africano, multi-instrumentista, cantor-compositor e poeta que a imigrou para Europa, levando África consigo.

Biografia do Realizador: Poeta, ator, fotógrafo e dramaturgo. Escreveu e gravou uma radionovela do projecto kafo 2017; foi formador dos grupos de teatro do projecto “no cume sabi” – Cacheu e projecto “produto de terra”- Djalicunda da ONG CAFO em 2016. Recebeu o prémio de Documentário de destaque  “1ª Gala Nacional Guiné n´dade” em Dezembro 2014 e no mesmo ano participou com Documentário “ Casa do Poeta” no festival Clap-Ivoir na Costa do Marfim. Participou com o documentário “Africa na Europa” – Curta-metragem, no festival Clap-Ivoir na Costa do Marfim em 2017 e no ano antes concorreu com o documentário “Maimuna” – Curta-metragem, no mesmo festival. Foi considerado o melhor actor na primeira edição de festival de teatro organizado pelo CCFBG em 2012. Ganhou o prémio de melhor imagem com o documentário “Geração de amanha” – Curta-metragem, no festival Clap-Ivoir em Cote-Ivoir em 2012. Encenador do grupo teatral “língua de bode” do Centro Cultural Brasil Guiné-Bissau; 2011 a 2015.


Carga

Portugal,  2017, 15 min., Drama  C/Presença do Realizador

Realizador: Luís Campos

Com: André Moreira, Gustavo Rodrigues Pinto, Eloy Monteiro, Jorge Rolla, Pedro J. Ribeiro, Valdemar Santos 

Sinopse: Numa pequena vila piscatória, dois rapazes são forçados a tomar parte activa no tráfico de substâncias ilícitas. Quando o mais velho prepara um plano de fuga, o mais novo vê-se obrigado a lidar com as adversidades de ficar para trás.

Biografia do realizador: Fundador da Squatter Factory em 2014, Luís Campos teve a oportunidade de fazer um programa de intercâmbio na Savage Film na Bélgica com Bart van Langendonck e outro na RT Features em São Paulo em 2015 com Rodrigo Teixeira. É o criador, promotor e director criativo do GUIÕES – Festival do Roteiro de Língua Portuguesa e do PLOT – Professional Script Lab. Os seus primeiros filmes estão agora em desenvolvimento, produção e lançamento. Em 2017, Luís Campos foi seleccionado para o Berlinale Talents e para o lançamento do Propellor Film Tech. 


Do Que Te Lembras, Maria?

Brasil, 2016, 16 min., Ficção. C/ Legendas em Inglês

Realizadora: Mara Salla

Com: Fabiana Lazzari, Claudia Venturi, Juli Nesi – Adélia, Rafaela Kimie, Luiza Campagnolo Cardoso, Amanda Sant’anna. 

Sinopse: Aos 12 anos, Maria brinca com suas irmãs durante um final de tarde. No mesmo horizonte em que o sol se põe, algo estranho e assustador surpreende a família. Maria entra em pânico achando que é o fim do mundo, enquanto Josefina acha o fenómeno que vê no céu lindo. A irmã Adélia observa curiosa e assustada.

Biografia da realizadora: Mara Salla é doutora em Ciências da Linguagem, Montagem cinematográfica e temática feminina na UNISUL – Universidade do Sul de SC. Ela Ministra as disciplinas de Edição e Montagem, Roteiro e Direção para o curso de graduação em Cinema e Audiovisual na Universidade do sul de Santa Catarina – Unisul e coordena o curso de Cinema e Audiovisual desde 2011 – UNISUL.

Dirigiu curtas-metragens de ficção, documentário e séries para TV.


Objecto/Sujeito

Brasil, 2017, 12 min., Híbrido.  C/ Presença do Produtor

 Realizador: Bruno Autran

Com: Bruno Autran, Paulinho Faria, Gustavo Duque, Daniel Infantini, Bruno Guida, Gabriela Spacciari

Sinopse: Ele, Sujeito precisa lidar com o Objeto. Nessa jornada, Objeto se torna Sujeito.

Biografia do Realizador: Sócio Fundador da LABUTA FILMES, Bruno Autran, 33 anos, nasceu em Belo Horizonte. Ator, diretor, roteirista, produtor e editor Escreveu, produziu e codirigiu as curtas-metragens Pedaços (2013), Dentro (2014),  Deja Vu (2015), Coração pela Boca e Abusos e Dueto ( 2016) com os quais participou em vários festivais internacionais.

Participou do programa Berlinale Talents, onde apresentou o projeto de longa-metragem intitulado Estirpe que se encontra em fase de desenvolvimento, faz parte de uma trilogia sobre relações familiares e conta com outros dois longas: Íntimo e Rebento.


Solo

Portugal, 2017, 15 min., Documentário  C/ Presença da Realizadora

Realizadora: Rosa Vale Cardoso

Sinopse: Uma visão intimista de uma bailarina em dois ambientes contrastantes. Num acompanhada e extrovertida, noutro solitária e pensativa. Neste processo criativo, Piny passa por dificuldades para chegar a uma obra que a exprima completa e totalmente.

Biografia do Realizador: Rosa Vale Cardoso nasceu em Lisboa em 1997. Terminou a sua formação em artes visuais em 2015 na Escola Secundária Pedro Nunes. Estuda realização e imagem na Escola Superior de Teatro e Cinema. Realizou a curta de animação “Where is my mind” e foi Diretora de Fotografia em dois projetos da Escola Superior de Teatro e Cinema.


CURTAS – 3ª SESSÃO (1h22)

(QUINTA) 01 março, 18h00 | Sala 3

100 Dias

Angola, 2017, 12 min., Social

Realizador: Nuno Barreto

Com: Emanuel Pety, Maria Ndala, Bernardes Manuel

Sinopse: 100 dias aborda a questão do sexo antes do casamento através da história de um jovem casal. Ela por convicções pessoais não quer ter relações sexuais antes de se considerar preparada. Ele quer fazê-lo porque acha que já namoram à tempo suficiente. A vontade de consumar o ato leva-o a comprometer-se a permanecer 100 dias à frente da casa dela como prova de amor.

Biografia do Realizador: Fundou em 2014 a não-produtora Huilana Filmes Sem Futuro (FsF) com o objetivo de elaborar experiências cinematográficas com a comunidade artística do Lubango e, em particular com os grupos de Teatro para democratizar e descentralizar o cinema em Angola. Realizou 9 Curtas-Metragens e 3 Videoclips, tendo participado em 26 Festivais Internacionais de Cinema. A curta “CONTROLE REMOTO” recebeu o prémio de melhor curta-metragem nacional no Festival Internacional de Cinema de Luanda em 2015 e “PITSTOP”  no Country Best Award”no CreActive International Open Film Festival em 2016.


Estranho Ímpar

Brasil, 2016, 16 min., Ficção. C/ Legendas em Inglês

 Realizador: Beto Oliveira

Sinopse: Um garoto de 8 anos vive as desventuras de sua sexualidade diante de um mundo adulto que não está preparado para tratar a iniciação à pré-adolescência de suas crianças.

Estranho Ímpar é livremente inspirado pelo poema de Carlos Drummond de Andrade. O filme nos leva pela Inocência da infância dos anos 80, cercada pela enorme pressão social das definições sobre a sexualidade. 

Biografia do Realizador: Atuando desde 2001 no mercado audiovisual. Dentro do mercado audiovisual trabalhou como roteirista, produto cultural, fotógrafo de cinema, cordenador de produção, motion graphics design, montador e operador de câmera. 


A Gis

Brasil, 2016, 21 min., Documentário

Realizador: Thiago Carvalhaes

Com: Albino Ribeiro, Cristina Sousa, Katy Vandolly

Sinopse: Gisberta, mulher transexual brasileira, vivia em Portugal. Há dez anos foi brutalmente assassinada e desde então tornou-se símbolo da luta por direitos transexuais. Este documentário constrói o retrato de uma mulher despedaçada pela indiferença.

Biografia do Realizador: Thiago Carvalhaes formou-se em antropologia e estuda no master DocNomads em direção de documentário, que ocorre entre três países: Portugal, Hungria e Bélgica. A Gis (2016) é seu filme de estreia.


Pá Nha Tera (Pela Minha Terra)

Guiné-Bissau, 2017, 15 min., Documentário C/Presença do Realizador

Realizador: Rui Manuel da Costa

Com: Quintino Tchantcham e residentes da zona do parque natural marinho (João Vieira e Poilão)

Sinopse: Quintino é diretor do parque natural marinho “João Vieira e Poilão”, no arquipélago dos Bijagós. A sua missão é manter equilíbrio entre o homem e o meio natural, por isso é respeitado e admirado pelos restantes chefes tribais e rejeitado em parte pelos jovens. É também inimigo a abater pelos pescadores, escolados na sociedade de consumo.

Biografia do realizador: Rui Manuel da Costa é para alguns um nome pouco conhecido e para os mais atentos é Papé di nha raça bem conhecido no mundo de teatro e cinema. Mais de meia dúzia de curtas-metragens realizados e dez peças escritas. Fundador e diretor da companhia TEATRO-LANTA uma das mais antigas do país. 1988 estudou Teatro no Instituto das Artes Guiné-Bissau e mais tarde Gestão.Em 1990, ator na companhia TEATRO POPULAR GUINEENSE, TPG dirigido pelo encenador Carlos Vaz. 1991, fez parte de um grupo de jovens atores no filme “OLHOS AZUIS DE YONTA” de Flora Gomes.


O Sapato

Portugal, 2017, 5 min., Ficção C/Presença do Realizador

Realizador: Luís Vieira Campos

Com: Adriana Faria, Miguel Rubim

Sinopse: Uma mulher acaba de se confessar e o Padre perdoa-lhe os pecados. Ela reza vários pais-nossos sem parar, em rotação contínua. É uma bela mulher, atraente e também, nas pernas ajoelhadas, vemos que tem apenas uma sapato, apenas um, falta-lhe o outro. Vamos à procura do sapato que falta à bela mulher.

Biografia do Realizador: Nasceu em Portugal, no Porto, em 1964. Estudou cinema na ESAP- Escola Superior Artística do Porto e foi estagiário de realização do cineasta Manoel de Oliveira, na rodagem de A Divina Comédia (1991). Trabalhou como freelancer no sector da produção cinematográfica e audiovisual nas áreas de imagem, montagem, produção e realização. Em 2008 fundou a Filmes Liberdade. O Sapato é o seu quinto filme de curta-metragem, depois de aDeus (2000), Quando eu Morrer (2006), Dia de Visita (2011) e Bicicleta (2014).


Muletas

Portugal, 2017, 5 min., Ficção C/Presença do Realizador

Realizador: Luís Campos

Com: Joana Ribeiro, Teresa Tavares, Paulo Nery, Tina Barbosa, Diogo Freitas, Inês Maria

Sinopse: Uma família quebrada junta-se para comemorar a ceia de Natal quando a filha que sofre de doença mental vem a casa pela primeira vez desde que foi internada.

Biografia do Realizador: Fundador da Squatter Factory em 2014, Luís Campos teve a oportunidade de fazer um programa de intercâmbio na Savage Film na Bélgica com Bart van Langendonck e outro na RT Features em São Paulo em 2015 com Rodrigo Teixeira. É o criador, promotor e director criativo do GUIÕES – Festival do Roteiro de Língua Portuguesa e do PLOT – Professional Script Lab. Os seus primeiros filmes estão agora em desenvolvimento, produção e lançamento. Em 2017, Luís Campos foi seleccionado para o Berlinale Talents e para o lançamento do Propellor Film Tech. 

GuardarGuardar

GuardarG

GuardarGuardar