FESTin Ceará chega a sua 3ª edição, agora totalmente online

FESTin Ceará chega a sua 3ª edição, agora totalmente online

Em 18 de fevereiro chega aos ecrãs das casas e aos telemóveis dos 9 países da CPLP a 3ª edição do FESTin no Ceará – Festival de Cinema Itinerante da Língua Portuguesa. Em decorrência da pandemia e da necessidade do confinamento, esta edição do FESTin Ceará decorre online, na plataforma streaming https://festinon.com, com a disponibilização gratuita de 16 longas e curtas de países de língua portuguesa, de 18 a 21 de fevereiro de 2021, nos territórios de Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Guiné Equatorial, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe, e Timor-Leste. Diversos dos filmes que estarão em exibição são inéditos no território brasileiro.

Vozes de Lisboa (PT / HUN, 2019) de Judit Kalmár e Céline Coste Carlisle, inédita no Brasil.

A itinerância do FESTin no estado brasileiro Ceará surgiu em 2016 com o papel de ampliar os espaços para exibição, divulgação e reflexão do cinema em português nesta região, apresentando uma cinematografia inédita ou raramente vista por lá. O FESTin, desde sua origem em 2010, atua na difusão e no desenvolvimento do cinema nos países de língua portuguesa, reconhecendo, sobretudo, o estado assimétrico da produção entre eles, valorizando as suas origens históricas e, ao mesmo tempo, buscando o fortalecimento e a ampliação dos vínculos existentes entre estes países.

Os filmes do 3º FESTin Ceará, selecionados dentre os títulos exibidos na 11ª edição do festival em Lisboa, mas não só, estarão disponíveis já a partir de 00:01 do dia 18, quinta-feira, mediante cadastro na plataforma. No mesmo dia, às 19h, apresentamos uma abertura online, isto é, uma conversa com o realizador cearense Petrus Cariry. Seu doc A Jangada de Welles, correalizado com Firmino Holanda, é uma das cinco longas que poderão ser assistidas pelo público, a qualquer momento, dentro da data da mostra, na plataforma FESTin ON. As outras são Os Guerreiros da Rua (BR, 2018), de Erickson Marinho, ganhadora do prémio de Melhor Filme Infantil do FESTin 2020; a ficção Avó Dezanove e o Segredo do Soviético (MZ/PT/BR, 2020), de João Ribeiro, ganhadora de diversos prémios, dentre os quais Melhor Filme no Black International Cinema Berlin; Rapaz Só (PT, 2019), de António Borges Correia, docuficção onde o protagonista interpreta a si mesmo; Silêncio – Vozes de Lisboa (PT / HUN, 2019) de Judit Kalmár e Céline Coste Carlisle, que teve grande sucesso de público nas sessões presenciais do 11º FESTin Lisboa. Estas três últimas longas são inéditas no território brasileiro.

A Jangada de Welles, doc de Petrus Cariry e Firmino Holanda, conta a atribulada passagem de Orson Welles pelo Brasil

Também poderão ser assistidas seis curtas de Angola, Brasil, Cabo Verde e Portugal, dentre as quais Véu de Amani (BR, 2019), de Renata Diniz, que recebeu Menção Honrosa na 11ª edição do FESTin, e ainda cinco curtas da Mostra FESTinha, dedicada às crianças.

O evento também realiza, dia 20 de fevereiro, um webinário para debater, entre jovens e consagrados realizadores, os aspectos dos mercados e da produção cinematográfica em países de língua portuguesa.  

Vê a programação completa AQUI e realiza cadastro em https://festinon.com.

O FESTin Ceará conta com o apoio do Governo Federal do Brasil, Governo do Estado do Ceará, Secretaria da Cultura do Estado do Ceará, através da Lei Aldir Blanc. A realização é da Inspire Mídia em parceria com o FESTin e a ASCULP.